4 dicas para criar cursos imersivos

25 de set de 2009

Calar a boca - Equipe de Redação do Momento Espírita

 

 
 

 
 


CALAR A BOCA


A maioria dos pais deseja que seus filhos sejam felizes. Que cresçam com saúde. Que sejam amados, inteligentes, que conquistem louros na escola, na profissão, na vida.
Apesar disso, nem sempre conseguem seu intento.
Por mais que desejem, por mais que se empenhem, por vezes um dos seus filhos, quando não todos eles, detestam a escola.
Alguns têm problemas de relacionamento, ou não desejam trabalhar, ou, ainda, se envolvem com drogas, crimes, etc.
Muitas vezes nos questionamos: por quê?
Não teremos nos empenhado o suficiente? Onde teremos falhado?
Não devemos esperar que nossos filhos sejam perfeitos, desde que a perfeição não é deste planeta onde vivemos.
Temos que nos preocupar em transformar nosso filho em um homem de bem, bom o bastante para viver no mundo e servir ao mundo.
Com tal disposição, é importante que repensemos a nossa função educativa, como pais.
Dentro do lar, às vezes agimos de forma a invalidar as teorias, ou seja, desmentimos na ação o que aconselhamos aos filhos.
Uma das frases mais ditas, possivelmente, para as nossas crianças, é o famoso "cala a boca!"
Normalmente, a frase cai como um raio sobre um pirralhinho que já repetiu a mesma questão, pelas nossas contas, mais ou menos umas dez vezes.
De verdade, será talvez a quinta. Nossa impaciência é que multiplica de forma equivocada.
Consideremos que a criança é repetitiva mesmo. Faz parte do seu
desenvolvimento infantil a repetição para fixar conceitos e frases que ela vai aprendendo.
Freqüentemente, é preciso explicar dezenas de vezes a mesma coisa para que ela entenda.
E aquela bateria de: "por que, hein?" Leva muitos pais à exaustão.
Mas se a criança está repetindo, se ela está perguntando outra vez, é porque sente a necessidade de uma compreensão que lhe seja satisfatória.
Por isso, não tem jeito. É preciso se munir de paciência, responder, e
responder.
Mesmo porque, caso contrário, os pais podem criar um filho que tem medo de falar, medo de se exprimir, medo de ser repreendido.
Uma criança com esse tipo de insegurança poderá ter dificuldades na escola, pois não entenderá o que foi explicado, mas jamais perguntará.
Nas questões afetivas também terá problemas. Não falará o que pensa, por medo ou insegurança.
Perguntar faz parte do aprendizado. Pensemos bem: não é verdade que a nossa impaciência estoura sobre o pequeno, não porque estejamos cansados de responder os porquês, mas porque não sabemos respondê-los?
Afinal, quem de nós vai saber explicar para o pequenino porque a lua é redonda? Porque a formiguinha anda em fila indiana? Porque ele deve colocar a jaqueta que detesta só porque nós estamos com frio?
Calma deve ser a nossa tônica todos os dias. Dar as explicações necessárias, sem nos alongar muito, nem complicar a resposta.
E lembremos de uma coisa: pessoas educadas não mandam as outras calarem a boca. Demos o exemplo para os nossos filhos.
Você sabia?
Você sabia que nossos filhos são espíritos reencarnados que já passaram por muitas existências?
Por esse motivo não lhes tiremos as oportunidades de aprendizado, nem lhes soneguemos informações, pois eles são filhos de Deus, tanto quanto nós, a caminho da evolução.

Equipe de Redação do Momento Espírita.

__._,_.___
.

16 de set de 2009

CAMPANHA - Vida de Criança - Ajudem a Divulgar


Pelo fim da pedofilia e pela conscientização das crianças quanto aos perigos do mundo.
 
A Iniciativa partiu da jornalista Marta Serrate, uma brasileira que ainda acredita em um mundo melhor.
Há 10 anos Marta luta contra a pedofilia e faz sua parte no enfrentamento ao abuso e exploração sexual infantil.
 
Para conscientizar e alertar as crianças sobre os perigos do mundo, Marta criou uma cartilha que deveria ser referência nas escolas, nos lares e nos templos por ter um forte embasamento pedagógico, na orientação às crianças através de desenhos para colorir e importantes dicas para o dia a dia.
 
Conheça o blog Vida de Criança
Contato: (55) 21 97469292 -(55) 21 81827710.
NÃO HA ESCURIDÃO MAIOR E MAIS ASSUSTADORA PARA UMA CRIANÇA E PARA A HUMANIDADE DO QUE A FALTA DE RESPEITO PELOS SEUS DIREITOS". (by Marta Serrate)

14 de set de 2009

Petição contra a Concordata Brasil - Santa Sé

O que o Goveno Lula propõe fere duramente a democracia e a liberdade de crença e culto.

Que nos unamos nesse ideal de justiça, pela paz religiosa

Abraços Fraternos

Semíramis

 

Postagem Inicial em CCR Comissão de Cidadania e Reprodução

 

Se você não concorda com a aprovação da concordata, mande sua mensagem o Senado Federal

Clique aqui e assine a petição ao Senado Federal

Nós, defensoras(es) do Estado Laico, da Democracia e dos Direitos Humanos, esperamos que o Senado Federal rejeite o Projeto de Decreto Legislativo 1736/2009, enviado pelo Ministério das Relações Exteriores do Governo Lula ao Parlamento Brasileiro. Esse Decreto prevê a instituição de  Estatuto Jurídico que concederá privilégios à Igreja Católica no país.

Acordo entre o Governo brasileiro e a Santa Sé foi encaminhado para o Senado Federal

O Brasil está prestes a aprovar um acordo com a Santa Sé, que estabelece um Tratado Jurídico da Igreja Católica com o país. O projeto foi aprovado na noite do dia 26 de agosto pela Câmara dos Deputados e encaminhado para o Senado Federal. O documento, assinado pelo presidente da República Luís Inácio Lula da Silva em novembro de 2008.

Entidades da sociedade civil têm se manifestado negativamente em relação à assinatura do tratado: a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), representantes de igrejas evangélicas, de entidades que defendem o ensino laico, de ateus, do movimento de mulheres, do movimento negro, entre outras.  Já entre os parlamentares, tanto os favoráveis como os contrários à concordata estão pulverizados em vários partidos - nenhum assume posicionamento oficial em relação ao tema.

Outros países, (Espanha, Alemanha, Itália, Portugal) que assinaram acordos semelhantes em contextos históricos ditatoriais, não são necessariamente exemplos de conduta para o Estado brasileiro, mantendo-se ainda a França referência de laicidade. Neste aspecto, o argumento de que "o Estado é Laico, mas a nação é religiosa", reivindicado por defensores do acordo, não se sustenta, já que o princípio da laicidade pressupõe a separação entre o Estado e a Igreja, isto é, entre assuntos públicos e privados, o que garante também que crentes de religiões minoritárias ou não crentes não sofram imposição de uma religião majoritária através do Estado, bem como permite a livre manifestação de todas as religiões, sem privilégios.

Os principais pontos problemáticos da Concordata são as normas que pretende estabelecer em relação à educação pública e ao trabalho. Educação: Estabelece o ensino confessional, dando ênfase à religião católica, quando a definição destes conteúdos compete aos sistemas de ensino, de acordo com o artigo 33 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação brasileira. Trabalho: Impede legalmente que quadros ou ex-quadros da igreja (padres, freiras ou outras categorias de religiosos) recorram à justiça do trabalho reivindicando direitos por serviços prestados à Igreja, separando-os, desta maneira, do acesso aos direitos da legislação trabalhista brasileira.

O acordo também envolve temas como  casamento; imunidade tributária para as entidades eclesiásticas; e prestação de assistência espiritual em presídios e hospitais e levanta questões como pluralismo, tolerância, limites entre o público e o privado, democracia e a corrida das igrejas pela conquista de mais e mais fiéis numa disputa ferrenha de estratégia e controle midiáticos. A Igreja Católica estaria, no fim das contas, buscando ampliar o uso dos recursos do Estado para fins de evangelização.

Se você não concorda com a aprovação da concordata, mande sua mensagem o Senado Federal

Clique aqui e assine a petição ao Senado Federal

11 de set de 2009

O Real Sentido

 

 

 
 


FOTOS  EXPRESSAM  MELHOR

O REAL SENTIDO DAS PALAVRAS
 


Amor 
cid:1.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Tristeza
 

cid:2.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Inocencia
 
cid:3.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Partida
 
cid:4.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Dor
 
cid:5.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Solidão
 
cid:6.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Respeito 
cid:8.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Compaixão
 
cid:9.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Amizade

cid:10.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
 ABANDONO
cid:13.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Resgate

cid:14.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Amizade
 
cid:15.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com
Divindade

cid:16.280692970@web82106.mail.mud.yahoo.com

"Viver não é esperar a

 tempestade passar...

é aprender como

dançar na chuva." 




.

7 de set de 2009

07 de Setembro - Dia da Independência

No dia 07 de setembro de 1822, as margens do Rio Ipiranga, o príncipe regente D. Pedro, declarou o Brasil independente de Portugal - Seu grito : "Independência ou Morte" .


Ao final de agosto de 1822, D. Pedro deslocou-se à província de São Paulo para acalmar a situação depois de uma rebelião contra José Bonifácio. Apesar de ter servido de instrumento dos interesses da aristocracia rural, à qual convinha a solução monárquica para a independência, não se deve desprezar os seus próprios interesses.

O Príncipe tinha formação absolutista e por isso se opusera à Revolução do Porto, de caráter liberal. Da mesma forma, a política recolonizadora das Cortes desagradou à opinião pública brasileira. E foi nisso que se baseou a aliança entre D. Pedro e o "partido brasileiro". Assim, embora a independência do Brasil possa ser vista, objetivamente, como obra da aristocracia rural, é preciso considerar que teve início como compromisso entre o conservadorismo da aristocracia rural e o absolutismo do Príncipe.

Em 7 de Setembro, ao voltar de Santos, parado às margens do riacho Ipiranga, D. Pedro recebeu uma carta com ordens de seu pai para que voltasse para Portugal, se submetendo ao rei e às Cortes. Vieram juntas outras duas cartas, uma de José Bonifácio, que aconselhava D. Pedro a romper com Portugal, e a outra da esposa, Maria Leopoldina de Áustria, apoiando a decisão do ministro e advertindo: "O pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece".

Impelido pelas circunstâncias, D. Pedro pronunciou a famosa frase "Independência ou Morte!", rompendo os laços de união política com Portugal.

Culminando o longo processo da emancipação, a 12 de outubro de 1822, o Príncipe foi aclamado Imperador com o título de D. Pedro I, sendo coroado em 1 de dezembro na Capital.

6 de set de 2009

Conheçam as campanhas promovidas pelo Instituto Cultural Maurício de Sousa

 
 

A Interamerican Heart Fundation é a responsável pela difusão do material e metodologia da American Heart Association, que é o principal instrumento americano na prevenção e tratamento das doenças cardíacas.

Em Fevereiro de 1987, os Estúdios Mauricio de Sousa receberam a visita da Dra. Beatriz Champagne, diretora do projeto Heart Power, promovido pela American Heart Association.

Tal programa envolve os EUA, Canadá e alguns países da América Latina.

Ao conhecer nosso trabalho, Dra. Beatriz demonstrou enorme interesse em desenvolver, em parceria, um projeto semelhante, nos moldes de nossa realidade.

Sua participação seria no sentido de nos fornecer respaldo didático da American Heart Association.

Assim, o projeto ganha uma roupagem típicamente brasileira com a turma da Mônica e é batizado com o nome "Coração Bate Feliz".

O Programa tem como objetivo básico estimular as crianças a desenvolverem determinados hábitos para que, no futuro, tenham uma vida mais plena e um coração mais saudável.

O projeto atingirá crianças estudantes de 7 a 16 anos, como público alvo, e como paralelo, a comunidade.

O "Coração Bate Feliz" trata de dois aspectos fundamentais: o de prevenção (fatores de riscos cardiovasculares mutáveis) e o de suporte básico de vida.

Em prevenção os assuntos tratados serão:

  • Combate ao fumo.
  • Estímulo às práticas esportivas e combate ao sedentarismo.
  • Alimentação saudável.

Em suporte básico de vida:

  • Ressuscitação - aperfeiçoamento de suporte básico de vida para crianças.
  • Visa o aprendizado das manobras básicas de ressuscitação por crianças e pais.

A Divisão de Saúde do Instituto Cultural Mauricio de Sousa FUNCOR, INCOR e médicos que chefiam cadeiras nas universidades farão parte de uma comissão de controle.

Esta comissão dará orientações a médicos residentes e educadores que, por sua vez, farão um treinamento com os professores, no sentido de orientá-los quanto ao objetivo do programa, as formas de utilização do material e metas a serem alcançadas.

O material utilizado neste trabalho será composto de livros, cartazes, fitas de áudio, fitas de vídeo, cartilhas de orientação de professores, CD-Rom, bonecos, botons, crachás e certificado.

Além do trabalhado em sala de aula, o Coração Bate Feliz estará presente, reforçando o projeto em todos os maiores veículos de comunicação como revistas, televisão, rádio e internet.

Assim, o Coração Bate Feliz é um marco na história da cultura brasileira, onde temos plena consciência e certeza de um futuro mais saudável e feliz para os adultos de amanhã.

 
 
 
 
 
 
 


Campanha Pública na Internet

"PORNOGRAFIA INFANTIL - N@O"


Em função do aparecimento de sites de pornografia infantil na Internet Brasileira, a ABRANET - Associação Brasileira de Provedores Internet, em parceria com o Ministério Público do Estado de São Paulo, lançam a Campanha "PORNOGRAFIA INFANTIL - N@O" com o objetivo de esclarecer ao público usuário da Internet e aos Provedores em particular, das responsabilidades que cabem a quem compactuar com a veiculação de pornografia infantil, que se constitui em crime perante a Legislação Brasileira.

Estimular a divulgação desta campanha a todos os sites brasileiros, no sentido de desencorajar tais atitudes.

Criar dispositivos legais a serem adicionados aos contratos dos provedores que fazem hosting de páginas WEB, com a finalidade de determinar as responsabilidades de provedor e cliente.

Criar condições de colaboração direta com a justiça brasileira, no sentido de denunciar a exploração da pornografia infantil através da Internet.


 

Campanha de Trânsito


Respeite o Pedestre

Pare. Olhe. Passe.

Tá de cinto?

Evite o
engarrafamento.

Nunca mais eu falo
"passe por cima"!
O desenhista Mauricio de Sousa e a Espaço Propaganda se uniram para criar uma campanha inédita, com título SEGURANÇA NO TRÂNSITO - CARINHO POR VOCÊ, que vai atingir o público com mensagens bem-humoradas vividas pela "Turma da Mônica".

Os personagens de Mauricio de Sousa, também criador da frase mote da campanha "Segurança no Trânsito - Carinho por Você", pretendem mostrar a adultos e crianças os cuidados que devemos tomar no trânsito, os deveres de cada um e o respeito para com a vida.

As peças publicitárias já têm espaço garantido numa das mídias mais acessíveis ao público alvo, os BACK-LIGHTS (painéis luminosos). A Espaço Propaganda possui vários pontos para a veiculação da campanha, em locais estratégicos da cidade de São Paulo, e que ficarão à disposição para exibir as peças alternadamente.

Além da participação de Mauricio de Sousa, contaremos também com a assinatura de seu Instituto Cultural que, a partir de agora se responsabilizará pelas ações sociais e culturais, antes cuidadas exclusivamente pela Mauricio de Sousa Produções.


31 de Maio - dia mundial contra o cigarro.


Veja o tablóide "Um Mundo sem Fumaça."

Imprima este cartaz e mostre às pessoas
que fumam perto de você.


"31de maio, dia mundial contra o cigarro."

 

Educação no trânsito não tem idade.
Acompanhe também a História seriada







O DETRAN SP, juntamente com Mauricio de Sousa, acabam de lançar a Revista "Educação no trânsito não tem idade".

Nela, vamos poder conhecer algumas regras que devem ser seguidas para a segurança de todos.

Acompanhe esta História!!!

Diariamente, durante 16 dias, uma página nova para você aprender e ensinar seus pais.


 

Imagens, informações e conteúdo retirados do portal da Turma da Mônica - Instituto Maurício de Sousa

Brasil Afabetizado - O que é?

Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade

logo Brasil Alfabetizado





O  MEC realiza, desde 2003, o Programa Brasil Alfabetizado (PBA), voltado para a alfabetização de jovens, adultos e idosos. O programa é uma porta de acesso à cidadania  e o despertar do interesse pela elevação da escolaridade. O Brasil Alfabetizado  é desenvolvido em todo o território nacional, com o atendimento prioritário a 1.928 municípios  que apresentam taxa de analfabetismo igual ou superior a 25%. Desse total,  90%  localizam-se na região Nordeste. Esses municípios recebem apoio técnico na implementação das ações do programa, visando garantir a continuidade dos estudos aos alfabetizandos. Podem aderir ao programa, por meio das resoluções específicas publicadas no Diário Oficial da União, estados, municípios e o Distrito Federal. Saiba mais

Resolução n° 12, de 3 de abril de 2009 - Estabelece orientações, critérios e procedimentos para a transferência automática dos recursos financeiros para o exercício de 2009, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios e para o pagamento de bolsas no âmbito do Programa Brasil Alfabetizado.

Resolução/CD/FNDE N° 40, de 20 de julho de 2009 - Altera o art. 23 da Resolução CD/FNDE nº 12, de 3 de abril de 2009.



Procedimentos para adesão ao Brasil Alfabetizado 2009


Sistema Brasil Alfabetizado


Manual do Gestor Local


Perguntas frequentes Brasil Alfabetizado

Acesse o mapa Brasil Alfabetizado


Metas de alfabetização dos municípios até 2010

 

Brasil Alfabetizado 2008

 

Brasil Alfabetizado – Anos anteriores


Outras informações pelos telefones 0800616161 e (61) 2104-6140 ou por meio dos endereços eletrônicos suporte.sba@mec.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. e cgalfa@mec.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  

 
FONTE: Site do programa Brasil Alfabetizado 
 
 

1 de set de 2009

1ª de Setembro - Dia do Profissional de Educação Física

AQUI

O Dia do Profissional de Educação Física, comemorado no dia 1º de setembro, celebra mais um ano de conquistas. Já são nove anos de regulamentação da profissão e oito anos de atividade do CREF4/SP, todos marcados pela evolução contínua do trabalho da categoria.

São muitos motivos para comemorar: o Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região-CREF4/SP tem hoje mais de 56 mil profissionais registrados, marca que mostra o reconhecimento e valorização dessa profissão.

Os esforços do Conselho são para concientizar os cidadãos de que a Educação Física deve ser conduzida por Profissionais de Educação Física habilitados e registrados. Só assim os resultados são obtidos de forma segura e com qualidade.

Vale lembrar que 2009 é o Ano da Educação Física Escolar - todos os profissionais de educação devem entender a importância desse profissional para o crescimento físico, cognitivo e mental dos educandos, pois como diz a máxima latina mens sana en corpore sano (a mente sã deve estar num corpo são).

Para saber mais sobre os eventos e congressos no ramo da Educação Física, conheça o CONCEF

Conheça também o Portal da Educação Física

O Logar da Família

O Logar da família
 
 
Hoje é praticamente impossível viver sem as tecnologias de informação. Qualquer assunto está linkado de alguma forma aos veículos de comunicação, visando maiores interações dos indivíduos, por mais que estejam geograficamente longe, ou seja , a Internet, bem como os canais de televisão produzem cultura, informação, conhecimento, contatos e interatividade quase que em tempo real.
 
Entretanto, apesar de tantos e encontros e reencontros, trocas de conhecimento, novas amizades e afinidades; o mundo virtual, globalizado e informatizado que produzem a cada dia novas tecnologias que darão ao homem a oportunidade de trabalhar muito mais em menos tempo, o que possibilitaria maior tempo para o convívio com os seus, acaba se tornando apenas mais uma forma de nos mantermos afastados, sem o diálogo cotidiano, mantendo as aparências na frieza sutil de algumas letras e códigos divertidos espalhados num album de recados dos sites de relacionamento.
 
E como isso afeta as famílias, de forma imperceptível... alguns assumem a total falta de tempo : psicólogo (para entender o porque está vivendo) acadêmia (para adquirir a boa forma que você perdeu por tanto trabalho), cursos (para capacitação freqüente), Ioga (para combater o stress do trabalho) e trabalho (para garatir o pagamento de todos esses itens ) O dia só tem 24 horas. Naqueles 30 minutos que você para para comer alguma coisa e dar uma checada nos e-mails e recados nos sites de relacionamento (nunca temos um só e nunca usamos apenas 30 minutos...) nos lembramos que no afã de buscar o êxito profissional, de buscar as inovações tecnológicas, deixamos para trás um histórico de bons momentos e pessoas imprescindíveis em nossa vida - nossos filhos, nossos pais e verdadeiros amigos de batalha.
 
Antigamente se um amigo que morasse na mesma cidade fazia aniversário, você não se furtaria em ír até sua casa, dá-lhe pessoalmente os parabéns, um presente (é só uma lembrancinha, viu?!) comer um pedaço de bolo e voltar para casa feliz de ter visto aquele amigo e ele feliz por ter se proporcionado e ao outro, momentos tão agradáveis... hoje em dia, você posta um recado no mural de recados do Orkut (do Sonico, do Netlog, do MySpace, no Twitter...) isso quando você não se esquece e só posta o recado no outro dia... (;) parábens! - Felicidades! - wow! - e só!
 
Hoje em dia, a galera na casa dos 60, 70 anos está tendo que aprender computação, a criar um perfil em algum lugar para poder se comunicar com seus filhos e netos, para tentar passar alguma coisa de importante antes que seja tarde demais. Conheci certa vez uma pessoa que me ensinou muito (hoje no infinito superior), que criara vários perfis na internet, fazia várias amizades, deixara várias pérolas de sabedoria em diversos sites, no intuito de se aproximar de seu filho, que nunca tinha tempo ou paciência para conversar. A maior alegria dessa pessoa era receber, vez ou outra, um e-mail, um recado do filho e do netinho... ele desencarnou depois de tanta luta e de tanta solidão. A internet não o preenchia por completo, como não preenche a vida de ninguém.
 
O logar da família ganha espaço quando no meio de tanta correria, onde celular e MSN já não são suficientes (não temos tempo e nem permissão no trabalho para ficar conversando) e passamos a criar laços parentais com nossos filhos através de recados, de e-mails, de Buddy Pokes... soube de uma família que só descobriu que a filha adolescente estava grávida quando a menina passou mal para ganhar o bebê, pois simplesmente os pais eram muito ocupados para conversarem com a filha, se limitando a postagem de carinhosos scraps, depositando dinheiro na conta para a compra de comida e pagamento de contas, acreditando que estavam fazendo sua parte.
 
É triste, mas trocamos a delícia de compartilharmos experiências físicas com nossos filhos, um piquenique, uma praia, uma volta de bicicleta, uma olhada nos álbuns de família.... trocamos o Lugar da família e nos logamos completamente numa atmosfera onde só faz sentido certas atitudes virtuais, quando procuramos realizá-las também no campo real.
 
Abraços,
 
Profª Semíramis F. Alencar Moreira
   
 
   

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!