4 dicas para criar cursos imersivos

23 de jul de 2014

Competências e Habilidades para o Tutor à Distância

Competências e Habilidades para o Tutor à Distância
Profª Semíramis F. Alencar Moreira 

Para desempenhar as atividades de tutoria à distância, bem como a presencial, o tutor deve ter em mente que esse trabalho abrange pessoas, as quais ele estará em contato direto, por meio eletrônico, através da linguagem escrita na maioria das vezes. Sabemos que a escrita pode ser um fator tão positivo quanto maior for a clareza e a objetividade de ideias.
Por essa razão destaco o Exercício do diálogo, como elemento motivador primeiro da relação tutor-aprendizagem-aluno num curso à distância. Com o diálogo, há o estímulo à participação na construção do seu conhecimento ao mesmo tempo em que estes alunos podem desenvolver o senso de comunidade e atuarem de forma ativa, nos debates e produções conjuntas no Ambiente Virtual de Aprendizagem: como na elaboração das Wikis, na participação dos chats e fóruns.
Contudo, para haver o exercício do diálogo é importante que este mediador valorize os alunos. Apenas quem saiba valorizar o outro, saberá  acolher as diferenças que possam surgir no ambiente virtual de Aprendizagem, uma vez que são grupos de alunos com visões e histórias de vida diferentes, que possam apresentar pontos de vista distintos, mas ainda assim, de vital importância para a construção dos saberes na sala de aula e na formação para a vida.
O Exercício do diálogo acontece quando o tutor retorna os e-mails, recados ou postagens dos alunos, sempre os estimulando a comentar mais, a participar mais, fazendo com que o aluno exponha suas ideias, com interesse e boa vontade.
Á esse constante feedback, o estímulo à participação acontece quase que instantaneamente. Mas para que esse processo se torne mais efetivo, é necessário que o tutor acompanhe os diálogos entre os alunos, nas colocações nos fóruns, esclarecendo as possíveis dúvidas e cedendo todas as informações necessárias para que o aluno tenha segurança.
Esse processo de acolhimento acaba por fortalecer o senso de comunidade, com o qual os alunos serão capazes de reproduzir o esse mesmo comportamento do tutor, de mediar o conhecimento de forma atenciosa e cordial, incentivando a crescimento da turma enquanto grupo coeso, de forma amistosa, cooperativa.
Tal competência, leva ao acolhimento conjunto às diferenças. Os alunos se tornam naturalmente mais receptivos aos colegas, pois enxergam no mediador esse caráter íntegro e imparcial, passando a agir, eles mesmos como mediadores dessa igualdade de condições, auxiliando também nas trocas de saberes, essenciais à qualquer curso superior, sobretudo no EaD, onde a interação social presencial é tão rara.
Entretanto, para que essas competências sejam plenamente aplicadas, é imprescindível que o tutor Valorize os alunos, posto que o EaD é uma modalidade de ensino a qual o aluno é o centro do processo educativo. O professor é o mediador do conhecimento e das interações entre os alunos.
Portanto, as competências necessárias para um tutor mediador em cursos à distância serão pautadas na Valorização dos alunos para que o Exercício do Diálogo, O Estímulo à Participação, O Desenvolvimento do Senso de Comunidade e o acolhimento às diferenças sejam premissas possíveis de serem alcançadas.

Semíramis F. Alencar Moreira para PIGEAD - UFF, 2014.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário - deixe seu endereço de e-mail para que possa te retornar e a URL do teu blog ou site para retribuir a visita !!!!

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!