4 dicas para criar cursos imersivos

24 de fev de 2016

Os 15 princípios de Maria Montessori para educar crianças felizes



Os 15 princípios de Maria Montessori para educar crianças felizes

“Ajude-me a agir por mim mesmo”
Maria Montessori
Como sempre acontece na educação, existem partidários fiéis e detratores da pedagogia de Maria Montessori. Muitos afirmam que a educação, como está estruturada hoje, não vê como viável a metodologia da famosa educadora italiana do século XIX e início do século XX.
Para ela, a escola não é apenas um espaço para um professor transmitir conhecimentos de forma direta. Maria Montessori argumentou que a criança irá desenvolver suas próprias habilidades, de uma forma mais livre, a partir de materiais de ensino especializados.
As salas de aula teriam alunos de diferentes idades, onde as próprias crianças seriam livres para escolher o material com o qual querem trabalhar e expandir suas habilidades de forma mais independente. Eles próprios definiriam seus ritmos de aprendizagem de acordo com suas particularidades, envolvidos sempre em um contexto menos rígido, onde as lousas não seriam tão importantes e as crianças teriam a liberdade de movimento na sala de aula.
Os princípios de Maria Montessori
A perspectiva pedagógica de Maria Montessori teve um impacto global e renovou muitos métodos educativos realizados até então, a ponto de “chocar” os setores do ensino clássicos e mais conservadores.
Hoje, este método que enfatiza, acima de tudo, a liberdade de aprendizagem e a responsabilidade do próprio aluno no processo de aquisição de novos conteúdos, não é apreciado na maioria das instituições. Podemos encontrar este método em algumas escolas particulares onde são trabalhadas muitas dessas estratégias interessantes, mas a pedagogia de Montessori não é o pilar da nossa educação atual (pelo menos não no Brasil).
Agora, neste ponto, você pode se perguntar: Onde foi parar o papel das mães e dos pais na educação dos filhos? Era importante? Era e continua sendo vital. O apoio, a orientação e o cuidado dos pais são fundamentais para educar crianças felizes, adultosindependentes e boas pessoas no futuro.
A seguir, deixamos 15 dos princípios enunciados por Maria Montessori.

Os mandamentos de Maria Montessori para os pais

“A primeira tarefa da educação é agitar a vida, mas deixá-la livre para se desenvolver”
Maria Montessori
Os princípios de Maria Montessori
  1. Lembre-se sempre de que a criança aprende com o que está ao seu redor. Seja seu melhor modelo.
  1. Se você critica muito o seu filho, a primeira coisa que ele aprende é julgar.
  1. Por outro lado, se você o elogia regularmente, ele vai aprender a valorizar.
  1. O que acontece se você mostrar a sua hostilidade à uma criança? Ela vai aprender a brigar.
  1. Se for ridicularizada com frequência, a criança se tornará uma pessoa tímida.
  1. Ajude seu filho a crescer se sentindo seguro em todos os momentos, e ele aprenderá a confiar.
  1. Se você menospreza o seu filho frequentemente, um sentimento muito negativo de culpa irá se desenvolver nele.
  1. Faça seu filho ver que as ideias e opiniões dele são sempre aceitas, assim, ele se sentirá bem consigo mesmo.
  1. Se a criança vive em uma atmosfera onde se sente cuidada, integrada, amada e necessária, aprenderá a encontrar o amor no mundo.
  1. Não fale mal de seu filho nem quando ele está perto e nem quando está longe.
  1. Concentre-se no fato de que seu filho está crescendo e se desenvolvendo da melhor forma possível. Valorize sempre o lado bom da criança, para que nunca haja espaço para o mal.
  1. Sempre ouça ao seu filho e responda quando ele se aproximar de você com uma pergunta ou um comentário.
  1. Respeite seu filho, mesmo que ele tenha cometido um erro. Apoie-o e corrija-o, agora ou talvez um pouco mais tarde.
  1. Você deve estar disposto a ajudar seu filho se ele estiver a procura de algo, mas também deve estar disposto a deixá-lo encontrar as coisas sozinho.
  1. Quando falar com o seu filho, faça-o sempre da melhor maneira. Ofereça a ele o melhor que há em você.
“Quando uma criança se sente confiante, ela deixa de buscar a aprovação dos adultos a cada passo”
Maria Montessori
Imagens cortesia de Claudia Campbell, Les toiles d’az

7 ideias de brincadeiras inspiradas no método Montessori!

Matéria publicada em 

7 ideias de brincadeiras inspiradas no método Montessori!

POR  7 COMENTÁRIOS
 


O método Montessori foi criado no século XX por Maria Montessori (médica e educadora), mas ele nunca esteve tão atual como nos dias de hoje! Os preceitos da técnica são usados em quartos infantis, brincadeiras e até mesmo na parte comportamental (englobando aspectos educacionais). Esse tipo de método ficou conhecido por incentivar a autonomia, criatividade e expressão dos pequenos, que aprendem por meio da liberdade.
Seguindo essa linha, atividades infantis também começaram a ser exploradas. Dessa maneira, as crianças podem descobrir e experimentar coisas novas a partir do jeito como elas enxergam o mundo. Por isso, para o post de hoje, selecionei 7 brincadeiras inspiradas no método Montessori, que podem ser reproduzidas em casa! Essa é uma ótima forma do pequeno se divertir e aprender mais sobre as cores, os números, as comidas e até mesmo sobre as tarefas diárias. Gostou da proposta? Então, vem ver as ideias!
– Tubos divertidos: você pode reaproveitar o rolo que sobrou do papel toalha para criar uma brincadeira diferente para o seu filho. Basta fixá-lo em uma parede ou em um móvel e colocar um cesto com bolinhas coloridas. Assim, a brincadeira será passar os objetos!

– Conhecendo frutas e legumes: além de ter a oportunidade de sentir a textura dos alimentos, o pequeno também poderá fazer um exercício de reconhecimento. Para isso, imprima imagens e peça para seu filho colocar as frutas e as verduras correspondentes sobre elas. Depois da brincadeira, que tal descascar uma fruta para que ele saboreie? Essa também é uma boa dica para incentivar a alimentaçãosaudável desde a primeira infância.

– Com números: essa é uma atividade indicada para crianças um pouco maiores, que estão aprendendo a contar. Em pratinhos descartáveis, coloque números e explique para o filhote que ele terá que colocar as bolinhas correspondentes em cada prato. Essa atividade também pode ser feita com papéis e adesivos. Nesse caso, os pequenos devem colocar os números certos de bolinhas adesivas.

– Cores: essa é outra maneira de estimular o desenvolvimento do seu filho. Separe objetos de cores diferentes e monte um círculo com pedaços coloridos de feltro. Assim, o pequeno terá que colocar os objetos correspondentes às cores nos triângulos. Com uma caixinha de papelão e pedaços de EVA, você também pode criar uma outra brincadeira – onde a criança também terá que colocar os quadrinhos nas cores correlatas.

– Letras e formas: em uma caixinha, coloque um pouco de areia, sal ou açúcar. Em um papel, escreva a letra ou a forma que a criança deve reproduzir. Simples e construtivo!

– Ajudando em casa: essa é uma maneira de estimular seu filho a se envolver nos trabalhos domésticos desde cedo. Ao tirar as meias do varal, peça que ele organize os pares corretamente. Além de estimular o desenvolvimento, ele estará contribuindo com as tarefas de casa!

– Conhecendo texturas: nessa atividade, você reunirá diferentes brinquedos do seu filho em uma bandeja. Ele terá que selecionar aqueles que são macios, como os de pelúcia, e os que são mais duros, como os de plástico, em caixinhas.

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!