4 dicas para criar cursos imersivos

Mostrando postagens com marcador MG. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MG. Mostrar todas as postagens

20 de fev de 2014

Fórum Permanente de Apoio à Formação Docente do Estado de Minas Gerais se encontra na Cidade Administrativa

http://www.educacao.mg.gov.br/component/gmg/story/5915-forum-permanente-de-apoio-a-formacao-docente-do-estado-de-minas-gerais-se-encontra-na-cidade-administrativa

19 de Fevereiro de 2014 , 11:06
O Fórum Permanente de Apoio à Formação Docente do Estado de Minas Gerais se reuniu pela primeira vez em 2014 na tarde da última segunda-feira (17-02), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. O Fórum articula as instituições que fazem a formação a distância e presencial dos profissionais da educação.
Na reunião, a professora Vânia Cristina Rodrigues, do Comitê Gestor Institucional de Formação Continuada dos Profissionais de Magistério da Educação Básica (COMFOR) apresentou o comitê, que articula programas e ações de formação de profissionais do magistério da educação básica. “A fala dela foi sobre esse grupo gestor que está dentro de todas as universidades. Ela apresentou o papel do comitê, que é fazer a gestão dos recursos que chegam à universidade para a capacitação de professores e também preparar o planejamento e a proposta da universidade para o Governo Federal poder financiar essas capacitações”, conta a subsecretária de Informações e Tecnologias Educacionais, Sônia Andere, que também atua como secretária executiva do Forprof.
Essa foi a primeira reunião do Forprof em 2014. Foto: Lígia Souza ACS/SEE
Essa foi a primeira reunião do Forprof em 2014. Foto: Lígia Souza ACS/SEE

“Outro assunto importante da reunião é uma proposta que Minas está fazendo para um mestrado profissional em gestão para os diretores de escolas. Foi feita uma discussão sobre o regimento, as regras, os critérios dessa proposta. Todas as instituições presentes puderam opinar e estão levando esse documento para articulação interna nas universidades e uma devolução das suas sugestões, da sua adesão e até mesmo de alguma crítica e proposta de soluções dos problemas que forem percebidos”, afirma a subsecretária.
Também foi eleita na reunião a nova vice-presidente do Forprof, Tânia Rossi Garbin, que representa os Núcleos ou Centros de Educação a Distância das Instituições Públicas de Ensino Superior de Minas Gerais (IPES-MG) e professora da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).

16 de mai de 2009

PEP - Programa de Educação Profissional de MG

Está aí uma excelente oportunidade de formação para o trabalho pelo governo de MG
maiores detalhes em Secretaria Estadual de Educação de MG

PEP - Programa de Educação Profissional de Minas Gerais

O Governo de Minas criou o PEP para ofertar formação profissional técnica gratuita para alunos do 2º e 3º anos do Ensino Médio das escolas estaduais e para jovens de 18 a 24 anos que já concluíram o ensino médio em qualquer rede.

A ousada concepção do PEP permite a rápida expansão da formação profissional em nível médio para todas as regiões do estado, aproveitando a capacidade já instalada. A estratégia de implantação abrange escolas estaduais de nível médio, escolas credenciadas (sistema S e particulares) e escolas conveniadas (federais, municipais e filantrópicas) que compõem a Rede Mineira de Formação Profissional.

Este ano, em 81 escolas da rede estadual em 60 municípios são oferecidos 24 cursos profissionalizantes para 10.891 alunos, incluindo o curso normal voltado para o atendimento à Educação Infantil. Nas instituições conveniadas são oferecidos 30 cursos para 2.044 alunos em 11 municípios e nas 34 instituições privadas credenciadas ao PEP são 67 diferentes cursos para 23.105 alunos, em 72 municípios. Ao todo, 36.040 jovens serão atendidos. O Governo de Minas está investindo R$ 41,8 milhões para garantir as vagas das instituições conveniadas e credenciadas, em 2008.

As instituições credenciadas, foram selecionadas através de edital para a implantação dos cursos em 153 municípios, incluindo todos com mais de 30 mil habitantes, todos da RMBH, todos os municípios sede de Superintendência Regional de Ensino (SRE), todos os municípios sede de microrregiões e os com maior nível de investimentos. No 1º semestre de 2008, a SEE abrirá novo edital para o credenciamento nos municípios que ainda não foram contemplados. Caso não surjam instituições que atendam aos critérios do edital, a própria Secretaria implantará cursos profissionalizantes para que os alunos dessas regiões não sejam prejudicados. Até 2010, a meta é criar oportunidade de formação técnica para 110 mil jovens, através do PEP.

Nas instituições credenciadas os cursos mais concorridos foram Redes de Computadores, Contabilidade, Farmácia, Enfermagem e Nutrição Dietética, oferecidos pelo SENAC, em Belo Horizonte; o de Segurança e Saúde do Trabalho, oferecido pelo SENAI, em Belo Horizonte; o de Mineração, oferecido pelo Centro Educacional Beldani, em Barão de Cocais; e o de Farmácia, oferecido pela Unitec Noroeste, em Unaí.

Documentos para matrícula

Alunos que já concluíram ensino médio (idade entre 18 e 24 anos)

- Original e cópia simples do Histórico Escolar, comprovando a escolaridade requerida para ingresso no curso (neste caso não vale declaração de matrícula em Escola Estadual, em 2008).
- 2 fotos 3 x 4.
- Assinar termo de compromisso.

Cópia dos seguintes documentos:
- Comprovante de inscrição no PEP – 2008.
- CPF – cadastro de pessoa física.
- Documento de identidade com foto.
- Certidão de Nascimento ou Casamento.
- Título Eleitoral e comprovante de quitação com o Serviço Eleitoral.
- Comprovante de quitação com o Serviço Militar se for o caso.
- Comprovante de endereço.

Aluno matriculado na rede estadual no 2º ou 3º ano, em 2007 (se menor de 18 anos acompanhado dos pais ou responsável

- Declaração de matrícula na rede estadual, em 2008, para os alunos que estavam matriculados no 2° ano, em 2007. Para os alunos que estavam matriculados no 3° ano, em 2007, original e cópia simples do histórico escolar ou declaração de conclusão do Ensino Médio. Em qualquer dos casos, a declaração deve ser emitida pela escola estadual e assinada somente pelo diretor da escola, em papel timbrado, constando escola, série, turno e ano de conclusão.
- 2 fotos 3 x 4.
- Assinar termo de compromisso.

Cópia dos seguintes documentos:
- Comprovante de inscrição no PEP – 2008.
- CPF – cadastro de pessoa física.
- Documento de identidade com foto.
- Certidão de Nascimento ou Casamento;
- Título Eleitoral e comprovante de quitação com o Serviço Eleitoral;
- Comprovante de quitação com o Serviço Militar se for o caso.
- Comprovante de endereço.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!