4 dicas para criar cursos imersivos

Mostrando postagens com marcador cursos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cursos. Mostrar todas as postagens

13 de abr de 2017

Ceg e Senai oferecem curso gratuito para formação de 96 técnicos - INSCRIÇÕES SÓ ATÉ HOJE, 13/04!!!


Ceg e Senai oferecem curso gratuito para formação de 96 técnicosCurso gratuito será realizado na Zona Norte do Rio Foto: Divulgação
Fonte Jornal Extra

A Ceg, por meio da Fundação Gas Natural Fenosa, e o Senai vão oferecer uma formação gratuita para técnicos de inspeção periódica e de autovistoria de instalações prediais a gás. O processo seletivo está com inscrições abertas para 96 vagas, e as aulas serão realizadas no Senai Tijuca, na Zona Norte do Rio.

Para participar, é necessário ter 18 anos e ensino médio completo com formação técnica em Mecânica ou Edificações e registro ativo junto ao CREA.


Os candidatos serão avaliados, em um primeiro momento, por provas de português e matemática. Os aprovados passarão pela segunda etapa, com entrevistas.

As inscrições começaram nesta quarta-feira, dia 29, e seguem até o dia 13 de abril. O cadastro é realizado no setor de atendimento do Senai Tijuca, na Rua Moraes e Silva 53, de segunda a sexta, das 7h às 18h30.

De acordo com a Ceg, o projeto surgiu a partir da grande demanda do mercado por profissionais aptos a atuarem no ramo gasista, já que a lei 6.890 determina que os consumidores realizem a cada cinco anos uma autovistoria nas instalações e aparelhos a gás.

Mais informações pelo telefone (21) 3872-9737.


Leia mais: http://extra.globo.com/emprego/capacitacao/ceg-senai-oferecem-curso-gratuito-para-formacao-de-96-tecnicos-21129326.html#ixzz4e8hgXuxW

24 de mar de 2017

Microlearning: grande ferramenta para o treinamento corporativo

Microlearning: grande ferramenta para o treinamento corporativo

Microlearning é um termo que tem sido cada vez mais mencionado dentro das estratégias de gestão para treinamentos corporativos. E não é à toa, afinal trata-se de uma abordagem de ensino que tem apresentado muitos benefícios para os funcionários (alunos) e para os empregadores e instrutores.
Trata-se de um método de ensino mais flexível, que consegue oferecer as habilidades necessárias em um tempo menor. Por isso, o microlearning é uma grande tendência para o treinamento corporativo.

O que é microlearning?

Trata-se de um método de EAD que consegue proporcionar aprendizagem, mas em passos menores. Este tipo de abordagem geralmente apresenta cursos mais focados e lições que demandam menos tempo de aprendizado. Mas isto não quer dizer que seja um curso menor ou com menos conteúdo.
Por exemplo, imagine que os funcionários de uma empresa precisem aprender novas técnicas de marketing digital. Ao invés de fornecer um curso completo sobre o assunto, são fornecidos vários pequenos cursos com os tópicos que seriam abordados no curso maior: um pequeno curso de marketing de conteúdo, um curso de facebook ads, um curso de Google ads, outro curso de estratégias básicas de SEO, etc.
Este tipo de abordagem é muito útil, pois além de ser mais fácil de reter o conhecimento (por ser mais curto), ainda possibilita que o aluno faça apenas os cursos que necessita, aumentando o custo-benefício do processo de aprendizagem.

Qual a diferença entre microlearning e as doses de conhecimento?

Quando fazemos um curso à distância, estamos participando de todo um ambiente pensado e preparado para a aprendizagem.
Um curso envolve diversas técnicas, didáticas e exercícios para fixar e estimular a aprendizagem. Portanto o microlearning não é uma “dose de conhecimento”, pois, “doses de conhecimento” não estão preparadas didaticamente para aumentar o aprendizado e a retenção de conhecimento, da forma que um microlearning está.
Além disso, muitas empresas usam este conceito focadas em tarefas diárias de 30 minutos. Ou seja, é um aprendizado realizado por meio da ação. O estudo do caso da McDonalds, que usa este conceito de “doses” ou ainda “pílulas, feito por Lanza Barreira e Mendes, narra um pouco desta prática, em que podemos verificar a sutil diferença”:
Como os gerentes de loja dispunham de um tempo muito pequeno (30 minutos ao dia) para a realização dos cursos, optou-se por – sob uma forma muito diluída e dinamizada -, propor pequenas tarefas diárias, ao longo de uma semana, para acumular conhecimento teórico sobre os temas a serem desenvolvidos, utilizando diferentes recursos. Posteriormente, estes temas seriam discutidos em Fórum e Chat corroborando a teoria e a prática profissional e, finalmente, toda a teoria e a prática discutida seria aplicada em atividades e trabalhos em equipe. Desta forma, criava-se um novo conceito de “pílulas do conhecimento”, diferente do foco no conteúdo e carga horária, porém, com foco na disponibilidade de tempo diário dos participantes.

Onde deve ser aplicado?

Quando essa pergunta é feita, muitas pessoas costumam apresentar a seguinte resposta: no ambiente corporativo. De fato, o microlearning é uma excelente solução para ambientes corporativos. Mas também pode ser uma solução para outros casos.
Nada impede, por exemplo, que uma escola de idiomas utilize esta abordagem para aumentar a aprendizagem de seus alunos. Portanto, o ideal é pensar não apenas onde o microlearning pode ser aplicado, mas também, como ele pode ser aplicado. Um case muito bom de microlearning e gamification é site Duolingo.

Dicas para fazer um microlearning

Não há um tamanho padrão para o microlearning. No entanto, é importante ter em mente que trata-se de um curso de curta duração e que o ideal é que não seja interrompido. Veja algumas ideias que podem ser utilizadas nesta criação:
  • Jogos: a estratégia de gamificar os cursos é sempre uma ideia acertada e uma opção divertida para o aluno.
  • Testes: crie testes divertidos para estimular o aprendizado, como quiz social, etc.
  • Simulações de negócios e estudos de caso: crie histórias e narrativas envolventes relacionadas ao mundo dos negócios, que tenham como ponto de referência a vida real.
  • Podcasts e vídeos: aproveite e peça para especialistas produzirem vídeos e podcasts sobre o conteúdo a ser ministrado.
  • Posts e artigos on-line: incentive não apenas a leitura de posts e artigos, como também a produção de posts por parte dos alunos. Quando o aluno escreve, ele se envolve ainda mais com o conteúdo, além de fixar melhor o aprendizado.
  • Slideshows: incentive os alunos a criarem slides, fazendo um mix de conteúdo escrito e visual. Este tipo de atividade torna a aprendizagem mais dinâmica.
O conhecimento é o maior valor que uma empresa pode gerar. Investir no conhecimento de seus colaboradores gera valor para a empresa e para os serviços e produtos oferecidos por ela. O Microlearning é uma solução que ajuda a aumentar ainda mais esse valor, de acordo com o tempo e as necessidades de cada empresa.
Aprenda ainda mais sobre como e-learning pode mudar a sua empresa baixando nosso e-book: COMO MONTAR UM PROJETO DE E-LEARNING BEM SUCEDIDO? – O GUIA COMPLETO.

http://www.fabricadecursos.com.br/2016-39-microlearning-grande-ferramenta-para-o-treinamento-corporativo/

7 de jul de 2016

Sesi oferece 11 mil vagas em curso EAD com Certificação

O Sesi está com 11,4 mil vagas abertas em 57 cursos gratuitos de EaD (Educação a Distância) em diversas áreas e os interessados podem consultá-los no portal de educação a distância.
“Além de gratuitos, esses cursos permitem aos alunos a impressão do certificado após a conclusão”, reforçou o gestor de Educação Continuada do Sesi, Luciano Ferraz Servantes, completando que esse total de vagas está disponível somente até o fim do mês de julho.
Ainda segundo ele, os cursos disponibilizados na plataforma do Sesi permitem o aperfeiçoamento na atuação profissional e atualização de habilidades e competências. “O ensino a distância é uma ferramenta que permite redimensionar tempo e espaço, além do acesso fácil pelo computador, tablet ou android”, afirmou.
Os alunos podem aprender de forma interativa na nova plataforma disponibilizada pelo Sesi por meio de web conferência, chat real e virtual, além de interagir com o material e comunicar-se com outros alunos, realizar atividades avaliativas e acompanhar o progresso.

CURSOS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO (Clique sobre o curso desejado para saber mais sobre ele):
Para demais cursos acesse o link abaixo:

26 de jun de 2012

Governo prevê a contratação de 1,6 mil professores

Governo prevê a contratação de 1,6 mil professores

Medida visa a ampliação das vagas de Medicina nas universidades federais

6 de junho de 2012

Governo prevê a contratação de 1,6 mil professores
Governo prevê a contratação de 1,6 mil professores
O governo terá de contratar 1.618 professores para atender a ampliação das vagas demedicina nas universidades federais, afirmou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O plano de expansão, anunciado nesta terça-feira, 5, prevê a criação de 2415 novas vagas para formação de médicos, das quais 1.615 serão em instituições federais. De acordo com Mercadante, um processo de seleção para formar parte da equipe deverá ser feito já este ano.



"Estimamos que 30% das novas vagas previstas para o setor público serão abertas já no segundo semestre", disse o ministro. A pasta deverá gastar R$ 399 milhões para criação das novas vagas e outros R$ 142 milhões anuais para manutenção dos novos cursos. O plano prevê que 400 das 800 novas vagas em instituições particulares serão criadas ainda este ano. Mercadante afirmou que, além das 2.415 novas vagas anunciadas, outras poderão surgir. Ele conta com expansão em universidades estaduais e outras instituições particulares. O aumento de médicos no País é uma encomenda feita pela presidente Dilma Rousseff a Mercadante e ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha.


Ambos trabalham em fórmulas para tentar mudar a relação de oferta de profissionais para população, atualmente de 1,8 para cada mil habitantes. O projeto do governo é que essa relação passe para 2,5. "Vamos concentrar esforços, mas dificilmente atingiremos esta marca até 2020", disse Mercadante.


Das vagas federais, 355 serão obtidas pela expansão de cursos que já existem. Outras 1.260 serão criadas – mais da metade, 640, no Nordeste. Sudeste e Centro-Oeste terão, cada um, 220 novas vagas disponíveis em cursos novos. Instituições de Ensino privado ficarão responsáveis pela abertura de 800 vagas. Minas e São Paulo concentrarão mais de metade dos novos postos : 240 e 220, respectivamente. Pernambuco terá outras 120 em Pernambuco, Bahia 100. Paraíba e Paraná terão 60 vagas novas em instituições privadas. "O fator preponderante não é onde o aluno faz a faculdade, mas onde ele faz o curso de residência", justificou o ministro.


O anúncio foi feito sob protestos do Conselho Federal de Medicina, que garante não ser necessária a ampliação de vagas. "É um equívoco. Isso não vai resolver o problema da falta de assistência no Sistema Único de Saúde", disse o presidente do colegiado, Roberto D'Avila. Para ele, a medida pretende apenas dar visibilidade política ao governo. "O problema de qualidade vai continuar. E isso vale também para universidades federais. Ser pública não é sinônimo de garantia." D'Avila argumenta ainda que a relação de médicos por população também não indica assistência de qualidade. "Basta ver o Distrito Federal, com a maior relação do País: 3,7 por mil habitantes. A saúde na região está bem longe de ser modelo."


Mercadante afirmou que parte das instituições ainda não apresentam todas as condições necessárias para garantir curso. "Não estamos com pressa. Queremos fazer bem feito", disse. Entre os quesitos necessários está a existência de pelo menos 5 leitos SUS para cada vaga demedicina que será criada. Esse quesito, de acordo com o ministro, já está satisfeito. "Nossa expectativa é de que até 2013 todas as condições estejam asseguradas para funcionamento de todas as novas vagas."

Fonte: www.estadao.com.br


Pronatec vai oferecer 40 mil vagas em cursos ligados ao turismo

Pronatec vai oferecer 40 mil vagas em cursos ligados ao turismo

Dilma diz que governo pretende abrir 32 mil vagas em cursos de línguas estrangeiras

25 de junho

Pronatec vai oferecer 40 mil vagas em cursos ligados ao turismo
Pronatec vai oferecer 40 mil vagas em cursos ligados ao turismo
A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta segunda-feira (25) que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) vai oferecer 40 mil vagas em cursospara áreas ligadas ao turismo. Até a Copa do Mundo de 2014, o governo federal terá oferecido 240 mil cursos em 30 áreas como agentes de viagem, camareira, garçom, recepcionista de eventos. Em entrevista ao programa de rádio Café com a Presidenta, Dilma disse que o governo promete abrir também 32 mil vagas emcursos de línguas estrangeiras.



Os cursos serão gratuitos e terão oferta em 116 cidades, entre elas, as 12 que serão sede de jogos da Copa do Mundo, os municípios em torno dessas cidades e outras localidades que são destinos turísticos reconhecidos internacionalmente. "Quem tiver interesse em um desses cursosdeve fazer sua inscrição na página do Ministério do Turismo na internet, desta sexta-feira [29/6] até o dia 16 de julho", orientou a presidente durante programa.


Segundo Dilma, o setor de turismo no Brasil cresceu 6% em 2011, o dobro da média mundial; e hoje o setor emprega formalmente 2,8 milhões de trabalhadores em todo o País. Ela atribuiu esse crescimento não só ao aumento de estrangeiros visitando o Brasil, mas também ao turismointerno. "Em 2011, desembarcaram no Brasil 5,43 milhões de estrangeiros. Já os desembarques domésticos, de avião, aqui dentro do país somaram 79 milhões no ano."

Fonte: www.estadao.com.br 

20 de jul de 2010

Inglês para a Copa de 2014

Notícia obtida no site da Copa 2014

Profissionais de turismo poderão ter curso básico de inglês.

Escola de idioma propõe parceria ao ministro do Esporte
Da redação


postado em 31/07/2009 17:06 h / atualizado em 31/07/2009 18:20 h

Nesta segunda-feira (03/08), o presidente da União Cultural Brasil - Estados Unidos (UCBEU), Paulo Bastos Cruz Filho, entrega ao ministro do Esporte, Orlando Silva, o projeto de um curso básico de inglês para agentes e prestadores de serviços na área de turismo, que poderão recepcionar e acompanhar estrangeiros em visita ao Brasil, por ocasião da realização da Copa do Mundo de Futebol em 2014. A entrega do projeto vai ocorrer durante a inauguração da nova sede da Associação de Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB) em Campinas, interior de São Paulo.


“Somente agora o Brasil começa a reconhecer a importância do turismo como motor para o desenvolvimento econômico e social do país, apesar de possuir muitas belezas naturais e grandes atrações turísticas em seu amplo território”, destaca o presidente da União Cultural, Paulo Bastos. Ele lembra que os cursos de idiomas estrangeiros são necessários para trabalhar no setor, mas são de difícil acesso para a maior parte dos jovens, que buscam o mercado de trabalho. “Eles começam sua vida profissional sem base e sem nenhuma formação de uma língua estrangeira, considerada hoje como um diferencial para um ingresso de maneira mais competitiva no mundo do trabalho”, explica o presidente da instituição.

Para colaborar na redução desta contradição, a União Cultural vem disponibilizando seus profissionais e sua estrutura para realizar, apoiar e estabelecer parcerias com ONGs no desenvolvimento de projetos sociais, que dêem oportunidades aos jovens e adultos de baixa renda, provenientes de escolas públicas e sem acesso ao ensino de inglês.

O projeto Copa 2014 segue esse mesmo referencial. O curso será desenvolvido de maneira intensiva, com foco nas situações específicas que tais agentes encontram para o desenvolvimento diário de suas funções. O objetivo é preparar o aluno para um desempenho satisfatório na compreensão do idioma e no desenvolvimento da habilidade oral, que permita a comunicação com o visitante estrangeiro. Entre as funções contempladas pelo projeto estão atendentes e recepcionistas de hotéis, camareiras, garçons e motoristas de táxis, entre outros. O projeto foi implantado em escala piloto, em Ilha Bela, já tendo formado 20 pessoas.

Desde 2006, a União Cultural mantém um programa de Responsabilidade Social, “English by União Cultural”, que capacita pessoas que falam inglês fluentemente para serem instrutores voluntários, e certifica jovens e adultos de baixa renda facilitando seu ingresso ou promoção no mercado de trabalho de forma mais competitiva. Até o final de 2008, a União já tinha ensinado inglês a mais 300 alunos e neste primeiro semestre de 2009 atendeu mais de 350 estudantes. Os instrutores voluntários formam hoje uma equipe de 25 pessoas.

11 de ago de 2009

O ENADE também vem aí! Preparados?

Enade 2009 avaliará 15 cursos; prova será dia 8 de novembro

As instituições devem inscrever os alunos participantes até 31 de agosto


A edição 2009 do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) vai avaliar o desempenho de alunos ingressantes e concluintes de 15 áreas de graduação e de sete cursos tecnológicos. As instituições devem inscrever os alunos participantes até 31 de agosto. As provas serão aplicadas em 8 de novembro.


A participação no Enade é obrigatória. Criado em 2004 para substituir o antigo Provão, o objetivo do exame é avaliar a qualidade dos cursos de graduação das instituições públicas e privadas de ensino superior. O aluno que não comparecer ao exame fica sem diploma ao final do curso.

A partir deste ano, a prova não será aplicada a uma mostra de estudantes, mas para todos os ingressantes e concluintes das áreas avaliadas. Antes o Enade só era obrigatório para uma amostra de alunos selecionados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Veja aqui a lista dos municípios em que as provas devem ser aplicadas.

São considerados alunos do final do primeiro ano do curso aqueles que até 31 de agosto tiverem concluído de 7% a 22% da carga horária. Já os estudantes considerados concluintes são aqueles que até a mesma data tiverem concluído pelo menos 80% da graduação ou tenham condições de concluir o curso no ano letivo de 2009. De acordo com o cronograma do Ministério da Educação (MEC), a lista dos estudantes selecionados para o Enade será divulgada em 10 de setembro.


Os cursos superiores que serão avaliados em 2009 são administração, arquivologia, biblioteconomia, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social, design, direito, estatística, música, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo, teatro e turismo. Já os cursos de tecnologia que participam do exame neste ano são design de moda, gastronomia, gestão de recursos humanos, gestão de turismo, gestão financeira, marketing e processos gerenciais

Publicado em Terra Educação

19 de jun de 2009

INSTITUTO FEP


INSTITUTO FEP É uma Associação Sem fins Lucrativos.

Razão Social: Educação Para Não Violência

Objetivo: oferecer oportunidade àqueles que queiram fazer um curso de qualidade e baixo custo

Cursos: Inglês ,Espanhol Ter no mínimo 13 anos e já ter cursado a sexta série.

4 módulos semestrais: básico,pré-intermediário,intermediário,avançado.

Carga horária: 3h00 HORAS semanais. Certificado válido pela Secretaria da Educação. 100 vagas.

Taxa de matricula R$30,00. mensal de R$30,00 cada curso.

Preparatório para Concurso Público
disciplinas Português, Matemática, Direito,informática, a partir de de 17 anos, ter cursado o 2° ou estar cursando, 80 vagas. Taxa de matricula R$50,00. mensal de R$50,00.

Interesse específico: obter (DRT de ator). Este curso é um preparatório para o exame de banca do Sindicato dos Artistas e Técnicos de Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo - SATED e futura profissionalização: DRT. A partir de 17 anos e ter cursado o 2° grau ou estar cursando, 50 vagas. Taxa de matricula R$50,00. mensal de R$50,00.

Teatro para iniciantes e intermediários com 3 horas de aulas semanais, Preço R$ 40,00 a matrícula e 40,00 mensais.O curso é voltado para interpretação de drama, comédia, . teatro mudo, aulas de expressão corporal. Com realização de peças teatrais no final do curso, .Com vagas Zona Norte e Zona leste As inscrições deverão ser feitas na sede (próximo ao metrô penha)– S. Paulo

Zona leste: Rua Arnaldo Vallardi Portilho, 10, Penha. As matriculas devem ser feitas aos sábados 20/06 e 27/06 esses dias, das 10h00 ás 16h00. Levar Valor da matricula ,xerox do RG E comprovante de residência. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada.

Maiores informações
Fone(011)2023-2060

RJ-CURSOS DIVERSOS NO METRÔ DA PAVUNA À PREÇO POPULAR

RJ-CURSOS DIVERSOS NO METRÔ DA PAVUNA À PREÇO POPULAR R$55,00

O Instituto INPROI, com apoio do Metrô Rio apresenta seus cursos de curta e média duração para aperfeiçoamento profissional e pessoal:

INGLÊS, FRANCÊS, ESPANHOL, INFORMÁTICA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO, AUXILIAR DE DP E RH, PRODUÇÃO CULTURAL, CRIAÇÃO E GESTÃO DE ONGs E OSCIPs.

Os interessados devem comparecer a Estação do Metrô da PAVUNA ou ligar para obter mais informações: tels (21) 3837.1423 - 4105.0796.

Qualquer curso à R$ 55,00

16 de mai de 2009

PEP - Programa de Educação Profissional de MG

Está aí uma excelente oportunidade de formação para o trabalho pelo governo de MG
maiores detalhes em Secretaria Estadual de Educação de MG

PEP - Programa de Educação Profissional de Minas Gerais

O Governo de Minas criou o PEP para ofertar formação profissional técnica gratuita para alunos do 2º e 3º anos do Ensino Médio das escolas estaduais e para jovens de 18 a 24 anos que já concluíram o ensino médio em qualquer rede.

A ousada concepção do PEP permite a rápida expansão da formação profissional em nível médio para todas as regiões do estado, aproveitando a capacidade já instalada. A estratégia de implantação abrange escolas estaduais de nível médio, escolas credenciadas (sistema S e particulares) e escolas conveniadas (federais, municipais e filantrópicas) que compõem a Rede Mineira de Formação Profissional.

Este ano, em 81 escolas da rede estadual em 60 municípios são oferecidos 24 cursos profissionalizantes para 10.891 alunos, incluindo o curso normal voltado para o atendimento à Educação Infantil. Nas instituições conveniadas são oferecidos 30 cursos para 2.044 alunos em 11 municípios e nas 34 instituições privadas credenciadas ao PEP são 67 diferentes cursos para 23.105 alunos, em 72 municípios. Ao todo, 36.040 jovens serão atendidos. O Governo de Minas está investindo R$ 41,8 milhões para garantir as vagas das instituições conveniadas e credenciadas, em 2008.

As instituições credenciadas, foram selecionadas através de edital para a implantação dos cursos em 153 municípios, incluindo todos com mais de 30 mil habitantes, todos da RMBH, todos os municípios sede de Superintendência Regional de Ensino (SRE), todos os municípios sede de microrregiões e os com maior nível de investimentos. No 1º semestre de 2008, a SEE abrirá novo edital para o credenciamento nos municípios que ainda não foram contemplados. Caso não surjam instituições que atendam aos critérios do edital, a própria Secretaria implantará cursos profissionalizantes para que os alunos dessas regiões não sejam prejudicados. Até 2010, a meta é criar oportunidade de formação técnica para 110 mil jovens, através do PEP.

Nas instituições credenciadas os cursos mais concorridos foram Redes de Computadores, Contabilidade, Farmácia, Enfermagem e Nutrição Dietética, oferecidos pelo SENAC, em Belo Horizonte; o de Segurança e Saúde do Trabalho, oferecido pelo SENAI, em Belo Horizonte; o de Mineração, oferecido pelo Centro Educacional Beldani, em Barão de Cocais; e o de Farmácia, oferecido pela Unitec Noroeste, em Unaí.

Documentos para matrícula

Alunos que já concluíram ensino médio (idade entre 18 e 24 anos)

- Original e cópia simples do Histórico Escolar, comprovando a escolaridade requerida para ingresso no curso (neste caso não vale declaração de matrícula em Escola Estadual, em 2008).
- 2 fotos 3 x 4.
- Assinar termo de compromisso.

Cópia dos seguintes documentos:
- Comprovante de inscrição no PEP – 2008.
- CPF – cadastro de pessoa física.
- Documento de identidade com foto.
- Certidão de Nascimento ou Casamento.
- Título Eleitoral e comprovante de quitação com o Serviço Eleitoral.
- Comprovante de quitação com o Serviço Militar se for o caso.
- Comprovante de endereço.

Aluno matriculado na rede estadual no 2º ou 3º ano, em 2007 (se menor de 18 anos acompanhado dos pais ou responsável

- Declaração de matrícula na rede estadual, em 2008, para os alunos que estavam matriculados no 2° ano, em 2007. Para os alunos que estavam matriculados no 3° ano, em 2007, original e cópia simples do histórico escolar ou declaração de conclusão do Ensino Médio. Em qualquer dos casos, a declaração deve ser emitida pela escola estadual e assinada somente pelo diretor da escola, em papel timbrado, constando escola, série, turno e ano de conclusão.
- 2 fotos 3 x 4.
- Assinar termo de compromisso.

Cópia dos seguintes documentos:
- Comprovante de inscrição no PEP – 2008.
- CPF – cadastro de pessoa física.
- Documento de identidade com foto.
- Certidão de Nascimento ou Casamento;
- Título Eleitoral e comprovante de quitação com o Serviço Eleitoral;
- Comprovante de quitação com o Serviço Militar se for o caso.
- Comprovante de endereço.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!