Mostrando postagens com marcador férias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador férias. Mostrar todas as postagens

26 de dez de 2012

Atividades criativas nas férias

E estamos de férias! que tal fazer as férias de seu filho ainda mais criativas? Nos dias de hoje é comum os pais deixarem seus filhos diante dos aparelhos eletrônicos, conectados, mesmo porque o trânsito e a violência nas grandes cidades nos leva a manter nossos filhos numa redoma. Compreensível, mas não indicado. A criança necessita do espaço social para aprender a conviver, a ser, a fazer e a aprender em conjunto.
Coloque seu filho para aprender um instrumento musical, ou praticar um esporte leve, ou ainda, ensine/aprenda com ele coisas novas

Reblogado de 

Educação em todo lugar

Aprendemos coisas novas a todo momento. As férias podem ser uma ótima temporada pra descobertas.


21/06/2012 12:38
Texto Camilo Gomide
Educar
Foto: Omar Paixão
Criança e pai pedalando
"Não é só indo na escola que se aprende. Crianças e jovens podem aprender com avós, tios e até mesmo entre eles"
Não é só na escola que descobrimos coisas novas. O aprendizado pode acontecer em qualquer lugar e não é necessariamente algo chato ou metódico. Em linhas gerais, aprender significa colocar em prática um novo conhecimento, seja uma receita de bolo, seja o nome de uma árvore, seja uma música ou seja um conceito de física. "Em geral, o aprendizado acontece da seguinte maneira: observamos algo desconhecido, manipulamos, organizamos, classificamos e utilizamos esse conhecimento em situações novas", explica Maria Ângela Barbato Carneiro, professora da faculdade de Educação da PUC-SP.

Por meio de uma brincadeira, por exemplo, a criança pode aprender habilidades sociais que serão fundamentais na vida adulta. "Na brincadeira a criança fica ativa tanto mentalmente quanto fisicamente. É uma forma de ela interagir, aprender a seguir regras, contestar e desenvolver autonomia", diz Maria Ângela, que também coordena o núcleo de cultura e estudos do brincar da PUC-SP. É por isso que, durante as férias, também é possível aprender muito - seja em viagens, seja em passeios na própria cidade, seja em casa: lendo um livro ou jogando cartas com os amigos. Em sala de aula, o aprendizado passa por um planejamento, fora dela acontece naturalmente, é absolutamente informal, mas não menos importante. "Não é só indo na escola que se aprende. Crianças e jovens podem aprender com avós, tios e até mesmo entre eles", diz a professora.

Os pais, por sua vez, têm um papel fundamental na aprendizagem dos filhos. "Ouvir músicas juntos, ler livros, andar de bicicleta, além de ensinar, estabelece vínculos maiores entre pais e filhos", diz Maria Ângela Barbato Carneiro. Dependendo da abordagem usada pelos pais, uma visita ao museu pode ser muito divertida. "Não podemos adotar um discurso chato e professoral na hora de levar crianças e jovens a cinemas, museus e teatros. É preciso associar esses programas ao lazer", diz Verônica Dias, professora de cinema e televisão da PUC. O segredo é respeitar o tempo do jovem e da criança.

À medida que o jovem vai criando um repertório, é legal oferecer mais diversidade, sem forçar nada, é claro. Se ele só comer arroz e feijão não saberá que gosta de macarrão. A única maneira de alguém descobrir se gosta de uma atividade é experimentando. "As pessoas só se interessam por aquilo que têm contato. A criança e o jovem não vão gostar de livros, museus e filmes se não forem apresentados a esse universo", diz Verônica Dias, professora de cinema e televisão da PUC.

Mas espera aí? Férias não são para descansar? O descanso não é importante para a mente relaxar e ficar pronta para novos conteúdos? "Sim, a criança nas férias também tem de brincar, ficar em casa e com os amigos", diz Luciana Fevorini, coordenadora pedagógica do ensino fundamental e médio do Colégio Equipe. Mas há crianças que têm energia demais pra ficarem paradas. O mais importante nesse período é não forçar a nada e deixá-las escolher o que vão fazer. Dessa maneira, elas poderão aproveitar e aprender mais. 

30 de jul de 2008

Fim de férias - hora de arrumar a mochila!!

É pessoal, é triste constatar, porém as férias acabaram! hora de encarar a realidade, as aulas já vão começar!



Você deve estar bem tristinho(a) com isso, não é mesmo? afinal de contas, você esperava curtir bem mais estes 15 dias de recesso... que pena! e, aí? já arrumou sua mochila? jogou fora os papelzinhos de bala e chicletes? arquivou as provas e testes (huuuuummmmmmmm...)? organizou os trabalhos que precisa entregar (xiiii, estou vendo a bagunça reinando no buraco negro estudantil...)

Primeiro passo para você, querido aluno, que ainda está perdido nas férias e nem se lembra do nome da sua escola: tome coragem e abra sua mochila. Abriu? beleza, podemos começar analisando o quadro de horários, na segunda-feira. Certo? quais as disciplinas que serão dadas? alguma tarefa pendente? oba! mãos à obra!

Acabou a tarefa? ótimo! vamos para a outra disciplina. Lembre-se de costumam ser de sete à nove disciplinas ao longo da Educação Básica(ou seja, EF e EM). Terminando as tarefas propostas pelos professores para o período de recesso, é bom você reorganizar seu horário de estudos(ah, vc não tem um horário de estudos?!) Tudo bem: se você estudar 2 disciplinas diferentes todos os dias durante duas horas, frisando, obviamente, nas disciplinas que você tem maior dificuldade, você recuperará as matérias que não foram entendidas, ao mesmo tempo que melhor se preparará para o terceiro bimestre (que você já deve estar morrendo de medo, não é mesmo?). Se preocupe em realizar os questionários e resolver os exercícios propostos na apostila(lembrou deles? eles são coloridinhos, mas não estão lá para decorar o seu livro!!!)



O mais importante é que você estude para as provas de terceiro e quarto bimestres com a consciência de que esforço, tempo, energia e interesse fazem toda a diferença(isso requer mais leitura e esforço pessoal e menos tempo no Orkut e no MSN). Para isso, o apoio que você deve buscar nos professores e em suas explicações em sala de aula é primordial. Não deixe para o quarto bimestre aquilo que pode ser mais fácil no terceiro ou poderá ser tarde demais para você se recuperar, o início de uma bruta dor de cabeça para você mesmo ano que vem!

Agora que você já se reorganizou, pode descansar um pouquinho! Nada melhor do que um filminho em família ou um bom passeio de bicicleta pelo seu bairro - muitas coisas podem estar acontecendo nesse minuto enquanto você está ocupado pondo em prática sempre os velhos hábitos.

Para a gente crescer livre, realizado e feliz a gente precisa fazer com que nossa vida esteja plena de elementos que favoreçam essas ações! A mente deve estar sã num corpo são!! a saúde deve estar sempre em sintonia com a beleza da vida e a aquisição do conhecimento!

É por essa razão que eu estou indo caminhar já já!!!
Um abraço e boas aulas

16 de jul de 2008

Férias descoladas

Domingo de sol e a certeza de que no dia seguinte... poderemos dormir até mais tarde!!! o período de férias deve ser encarado não apenas como uma oportunidade de esquecer da rotina escolar, passar mais tempo no dolce far niente que a gente, quase sem querer, acaba se entregando, para poder descansar um pouco da primeira fase do ano letivo.

Primeiro, é importante fazer uma pequena correção; esse período tão esperado, de aproximadamente 15 dias em julho é chamado de recesso escolar nos regimentos escolares. Portanto, nada como manter a mente alerta e desperta para a segunda metade do semestre quando o rítmo de estudos se intensifica e por vezes, perdemos a noção de espaço, tempo e disposição para estudar

Agora, para que esse período possa ser produtivo em matéria de descanso e de boas lembranças, é bom ter em mente algumas dicas que podem parecer interessantes para que possamos voltar às aulas com garra, conhecimento e alto astral!

1- Ver os amigos é fundamental - o convívio com os amigos e os familiares é muito importante para que juntos possam partilhar assuntos e interesses em comum. Isso reforça os laços familiares e de amizade.

2- Esqueça-se um pouco do uso do computador - abra sua janela de manhã e contemple o belo dia de sol que está lá fora. Pratique esportes, caminhe pela natureza, respire ar puro - isso faz com que a gente se reconecte à um estado mais natural, bem até agora não conheci ninguém que tenha nascido conectado à um cabo de modem...

3- Passeie com sua família e amigos, vá ao shopping, à praia, às fazendas e pousadas, valorizem sua compania. As pessoas gostam de sentirem queridas por vc.

4- Faça programas culturais, lendo um bom livro, indo ao teatro, à algum show, uma exposição ou mostra cultural. Pode não parecer, mas tudo o que aprendemos nos divertindo mais tarde nos serve para a vida profissional ou estudantil. Nada mal fazer novas descobertas, travar novos contatos, estabelecer novas metas, ainda que sejam temporárias, não importa, o que vale é as experiencias que serão trocadas, as possibilidades que poderão ser levantadas.

5- Procure compreender que, justamente por ser um período de recesso, vc deve manter o ritmo de estudo. Reserve duas horas de seu dia para por a matéria à limpo, daquelas disciplinas que vc tem mais dificuldade. O período de recesso pode ser um sonho à la Grease nos Tempos da Brilhantina, mas não se esqueça de que quando o período letivo recomeçar vc pode viver num verdadeiro pesadelo.

6- Mudar o visual, ler revistas de moda, de games, de esportes, arrumar seu quarto, redecorá-lo...ir a cabelereiro, à manicure, ao médico, à esteticista, ao dentista. O recesso é um período ideal para cuidarmos de nosso corpo. Sempre bom lembrar da filosofia antiga;mens sana en corpore sano, ou em bom portugues; mente sã no corpo são!

7- Tentar uma alimentação mais natural, encontrar-se em sua fé, respirar ar puro, fazer passeios ecológicos, conhecer as necessidades de seu bairro, conhecer trabalhos comunitários e se dedicar à algumas dessas iniciativas também podem consistir em tarefas criativas para este período de descanso, na certeza de que, cuidando do hoje, você estará cuidando também do seu futuro. .

A gente aprende mais enquanto faz o que mais aprecia, o que sente prazer. Que nesse recesso a gente possa descansar um pouco da labuta diária com bom humor e entusiasmo, com a certeza de que, quando voltarmos às aulas, voltaremmos bem mais dispostos à ensinar e a aprender

Agora vou pra praia, porque ninguém é de ferro!!!!

Abraços,

Semíramis

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!