4 dicas para criar cursos imersivos

Mostrando postagens com marcador piscina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador piscina. Mostrar todas as postagens

26 de dez de 2012

Cuidado com as crianças na piscina! No verão, aumentam os casos de afogamento de crianças em piscinas e praias - é bom ficar de olho!

Se você tem piscina em casa, ou costuma frequentar algum clube juntamente com seus filhos. É essencial que se mantenha alerta para os cuidados necessário que se devem ter com crianças próximas a piscina; o mesmo é válido para praias.
Piscinas:
1- Jamais deixe seu filho sozinho em uma piscina, seja rasa ou não. Esteja próxima, e se ele for pequenino esteja com ele, não se descuide nem por um minuto. Um simples descuido é suficiente para que ele afunde e se afogue. Isso vale para os banhos na banheira em casa também, não o deixe NUNCA sozinho. Não sou fatalista, sou realista.
2- Caso você tenha piscina em casa e não possa estar sempre por perto, instale equipamentos de alarme de aproximação nas bordas da piscina, ou seja, quando seu filho aproximar-se das bordas o alarme irá soar, assim será facil chegar alguem a tempo para evitar que ele caia na piscina.
3- Atenção REDOBRADA com os ralos da piscinas e aparelhos de succção e higienização da agua, instalados na mesma. Se tiver piscina em casa cuide para que a capacidade de sucção do aparelho seja adequada ao tamanho e quantidade de metros cubidos de agua que contem a piscina, caso contrario pode ocorrer algum erro na instalação ou manutenção e o aparelho ser de maior potencia que o necessario; exercendo assim uma força de sucção maior do que o necessario, podendo ocasionar acidentes.
Praias:
1- Não deixe seu filho sozinho na agua e nem na areia.
2- Caso seu filho entre na agua, acompanhe-o e esteja atenta para o limite de segurança da praia.
3- Esteja atenta para as praias que estão proibidas de frequencia, devido a sujidade da agua.

15 de set de 2008

Blogagem coletiva por Flávia 15/09

Blogagem Colectiva para Flávia em 9/Set/2008"
A gente nem sempre pensa na dor do outro. Como deve ser difícil uma mãe ver sua filha durante dez anos inerte numa cama?

Flávia era uma menina normal, feliz, vivia com alegria e num dia, ao brincar com seu irmão e amigos, violentamente seus cabelos foram sugados pelo ralo de uma piscina. E desde esse dia, depois de inúmeras internações, tem estado em coma.

Odele, uma mãe guerreira, cuida de Flávia ainda hoje. O que Odele quer não é que as pessoas se compadeçam de sua grande dor, mas que cada um de nós clamemos por justiça por Flávia. Afinal, Flávia, hoje com 20 anos não pôde viver as alegrias e doçuras da meninice e adolescência.

O que clamamos nessa blogagem coletiva é que os gananciosos empresários que se negam a responder na justiça pelas suas falhas sejam verdadeiramente condenados.

Reproduzo aqui o poema postado no blog Flávia Vivendo em Coma,
de autoria de Eduardo Galeano

En el valle de la vida
Flavia esta dormida,
accidente y tragedia
necesita nuestra ayuda.
Unamos nuestros blogs
y seamos solidarios,
alcemos nuestra voz
por ella,
que esta dormida.

"La caridad es humillante porque se ejerce verticalmente y desde arriba;
la solidaridad es horizontal e implica respeto mutuo."
Eduardo Galeano"

Um abraço fraterno e não nos esqueçamos que na defesa de nosso semelhante contribuimos para um mundo mais irmão.
Semíramis

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!