Mostrando postagens com marcador prevenção. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador prevenção. Mostrar todas as postagens

19 de abr de 2017

Como evitar que seu filho entre no pacto da Baleia Azul


Como evitar que seu filho entre no pacto da Baleia Azul


Ele teve início na Rússia e foi responsável por diversos suicídios naquele país, agora este jogo macabro chegou ao Brasil e pode ter feito pelo menos 3 vítimas de Estados diferentes. Sim estamos falando do desafio da Baleia Azul, ou pacto da Baleia Azul como alguns estão se referindo ao jogo macabro.
O pacto da Baleia Azul consiste em um ”jogo” onde desafios como desenhar uma baleia azul com gilete na pele, fazer fotos assistindo filmes de terror são feitos pelos líderes (curadores). No total são 50 desafios, sendo o último, o suicídio.
Leia também:

Pacto da Baleia Azul: Ao menos 3 vítimas já foram feitas no Brasil por conta do jogo macabro

Confira abaixo algumas formas de prevenir que seu filho participe deste pacto da Baleia Azul, segundo a doutora em psicologia escolar e docente no Instituto Singularidade, Elizabeth dos Reis Sanada em entrevista ao site de Notícias G1:

Mudança de Comportamento

Quando a criança ou adolescente muda seu comportamento de forma brusca, pode ser que esteja sofrendo com alguma coisa que não sabe como lidar, disse Elizabeth.
“Isolamento, mudança no apetite, o fato de o adolescente passar muito tempo fechado no quarto ou usar roupas para se esquivar de mostrar o corpo são pistas de que sofre algo que não consegue falar”, diz.

Se interesse mais pela rotina do seu filho(a)

Quando os pais são omissos à rotina dos filhos, fica muito difícil entender o que se passa na vida da criança ou adolescente. E não apenas por causa do jogo da baleia azul, mas é sempre bom ficar por dentro de tudo que seu filho faz durante o dia.
“Os pais devem conhecer a rotina dos filhos, entender o que fazem, conhecer os amigos”, afirma a Elizabeth. Ela diz que muitos adolescentes “falam” abertamente sobre a falta de motivação de viver nas redes sociais. OS pais devem incentivar que os filhos tenham projetos para o futuro.

Sempre fique aberto ao diálogo

“É preciso que o adolescente se sinta à vontade para falar de suas frustrações e se sinta apoiado. Se ele tiver um espaço para dividir suas angústias e for escutado, tem um fator de proteção”. Segundo a psicóloga coordenadora do instituto de psicologia do Hospital Pequeno Príncipe, Angela Bley, normalmente adolescentes que possuem a autoestima muito baixa, e que não possui um vínculo forte com a família, sempre fica mais propenso a cair nesse tipo de armadilha.
“O que tem diálogo em casa, não é criticado o tempo todo, tem autoestima melhor, tem risco menor. Deixe que ele fale sobre o jogo, o que sente, é um momento de diálogo entre a família. Por isso é importante o diálogo franco. Não pode fingir que esse tipo de coisa não existe porque ele sabe que existe.”

Adolescentes precisam de aliados

É muito importante que a criança ou adolescente busque alguém em quem confia para compartilhar seus sentimentos. “Que ele não ceda às ameaças de quem já está em contato com o jogo e entenda que quem está a frente deles são manipuladores”, diz Elizabeth.
O adolescente precisa buscar as pessoas em que confia para compartilhar seus anseios, seja no ambiente escolar ou familiar, segundo as especialistas.

As Escolas podem ajudar em campanhas pela vida

Não são apenas os pais que devem identificar possíveis problemas com o adolescente, mas as escolas também podem ajudar na identificação de possíveis situações de risco com os alunos.
 “Não é qualquer criança que vai responder ao chamado de um jogo como esse, são os que têm situações de vulnerabilidade. A escola ajuda a construir laços e tem papel fundamental de perceber como os alunos se desenvolvem”, afirma Elizabeth.
Gostou do artigo? Então que tal seguir o nosso Twitter e curtir a nossa página no Facebook para você continuar acompanhando todos os nossos posts sobre tecnologia em geral, diariamente, em suas redes sociais.
Via Arena 4G

20 de fev de 2014

Educadores podem se inscrever para participar de curso de Capacitação de Educadores para a Cidadania - SEE MG

Educadores podem se inscrever para participar de curso de Capacitação de Educadores para a Cidadania

Iniciativa é oferecida pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais
14 de Fevereiro de 2014 , 11:04
Atualizado em 14 de Fevereiro de 2014 , 15:04



Estão abertas as inscrições para o curso gratuito de Capacitação de Educadores para a Cidadania, que é ofertado pela Coordenação de Educação de Trânsito do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG).  Ao todo, são ofertadas 60 vagas para professores e especialistas, em exercício, nas escolas públicas e privadas de Minas Gerais. O curso, que tem carga horária de oito horas/ aula distribuídos em dois, terá como tema ‘ Álcool, outras drogas e a Segurança no Trânsito - Efeitos, Responsabilidades e Escolhas’.As inscrições devem ser feitas até o dia 07 de março. A capacitação é ofertada pela Coordenação de Educação de Trânsito do Departamento de Trânsito de Minas Gerais ( Detran-MG).
As inscrições podem ser feitas pessoalmente na Coordenação de Educação de Trânsito, que fica na Rua Bernardo Guimarães, 1468, Bairro Funcionários, em Belo Horizonte, ou por e-mail, através do envio da ficha de inscrição preenchida para o endereço eletrônicocet@detran.pcivil.mg.gov.br. Acesse aqui a ficha de inscrição.

O interessado em participar da capacitação poderá optar em frequentar a turma 1, com aulas nos dias 12  e 13 de março, no horário de 8h às 11h40, ou frequentar a turma 2, com aulas nos dias 12 e 13 março, no horário de 13h às 16h40.

Prorrogadas: inscrições para curso de prevenção do uso de drogas vão até o dia 25 de fevereiro - UFJF

Prorrogadas: inscrições para curso de prevenção do uso de drogas vão até o dia 25 de fevereiro

Com carga horária de 180 horas, curso será oferecido na modalidade a distância
18 de Fevereiro de 2014 , 15:13
O “Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas” prorrogou o período de inscrições. Profissionais interessados em participar da formação têm até o dia 25 de fevereiro para se inscreverem. Com oferta gratuita, o curso tem carga horária de 180 horas. O curso a distância é oferecido em parceria com o Centro de Referência em Pesquisa, Intervenção e Avaliação em Álcool e Outras Drogas (Crepeia) da Universidade Federal de Juiz de Fora.
A inscrição pode ser feita pela internet, no endereço www.cead.ufjf.br. Dois critérios são levados em consideração na seleção de candidatos: grupos de no mínimo três e de no máximo dez educadores-cursistas por escola; e ordem de inscrição. O resultado final será divulgado no dia 28 de fevereiro no site do Cead e o início das aulas está previsto para o primeiro semestre de 2014.
Inscrição
No ato da inscrição, o candidato deverá ficar atendo a dois aspectos. O primeiro é a necessidade de informar corretamente o código da escola junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Outro critério de classificação que deve ser ressaltado é o mínimo de três educadores por escola pública, exigência prevista no edital para que a inscrição seja efetivada.
O principal objetivo do curso é capacitar os profissionais para trabalharem coletivamente na prevenção do uso de drogas. De acordo com o edital, são disponibilizadas 10 mil vagas para educadores de escolas públicas de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. Também podem concorrer profissionais das áreas de segurança pública, de saúde e de assistência social que desenvolvam atividades em escolas públicas.
Para mais informações confira o edital.

12 de ago de 2009

RESPOSTA A GRIPE SUÍNA

Saiba mais sobre a Gripe Suína neste site que aborda na íntegra todos as informações da doença, as formas de prevenção e de cuidados através de vídeos informativos com o Ministro da Saúde José Gomes Temporão

Respostas A Gripe Suína

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!