4 dicas para criar cursos imersivos

Mostrando postagens com marcador Xadrez. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Xadrez. Mostrar todas as postagens

17 de abr de 2012

Em Araxá, MG, xadrez no ensino multidisciplinar auxilia na educação


Em Araxá, MG, xadrez no ensino multidisciplinar auxilia na educação

Desde 2004, o esporte faz parte da grade curricular de escolas públicas

10 de abril de 2012



Desde 2004, o esporte faz parte da grade curricular de escolas públicas
Desde 2004, o esporte faz parte da grade curricular de escolas públicas
Em Araxá, no Alto Paranaíba, o xadrez integra a grade curricular das escolas públicas há oito anos e tem trazido bons resultados para os estudantes. Nas salas de aula, foram descobertos novos talentos, inclusive, campeões brasileiros na modalidade.


De acordo com o professor Adriano Pena, oesporte proporciona aos alunos experiência positiva quando conciliam os conhecimentos do xadrez com o ensino regular. Para ele, oesporte de inteligência traz como resultado o desenvolvimento da memória, a concentração e o raciocínio, tudo isso reflete nas outras disciplinas e aumenta o rendimento escolar. "O xadrez como um esporte intelectual que ajuda no desenvolvimento é ideal. É importante a escola estar sempre buscando implantar o xadrez", afirmou.

Muito mais do que o movimento das peças, os alunos aprendem a criar estratégias e desenvolver o raciocínio lógico, além da concentração. "No momento em que ele estão fazendo as aulas, trabalham com a parte da concentração, da atenção e aprendem a ser mais criativos, porque tem que pensar em estratégias rápidas para ganhar o jogo. Então todas estas habilidades são importantes nas disciplinas, nos conteúdos e para a vida", disse a coordenadora pedagógica Ivone Bernini Campos.

Aulas que formam campeões e multiplicadores. O enxadrista Cesar Romero Junior tomou gosto pelo xadrez no colégio e, com 16 anos, já é professor. Ele tem como aluno um campeão brasileiro, o também estudante Vitor Amorim Fróis, que é destaque no tabuleiro e na escola. "Estou me preparando para panamericano e estudando muito nos livros sobre táticas, vendo partidas. Na escola busco sempre tirar boas notas", relatou o estudante. O pai dele, Geovane Frois, fica orgulhoso com a coleção de troféus, mas são as habilidades conquistadas pelo filho noesporte o que mais surpreende. "Uma vez só que eles começam a ler algo, conseguem memorizar aquilo. Ele acaba aprendendo mais rápido e tendo melhor resultado na escola", afirmou o pai.

E nesse processo de aprendizagem as crianças já sabem o que colocar em prática em sala de aula. "A gente deve dar um cheque mate na convesa durante a aula, nas bagunças e, principalmente, nas notas ruins", contou a estudante Diuare Faria Rezende.

Além das escolas públicas ensinarem o esporte, o Clube de Xadrez Artur Ros oferece aulas gratuitas, no horário comercial, de segunda a sexta-feira. Os interessados podem procurar informações na Rua Presidente Olegário Maciel, nº 1.070.

Fonte: Globo.com

Some Rights Reserved

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!