Mostrando postagens com marcador planejamento de aulas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador planejamento de aulas. Mostrar todas as postagens

24 de fev de 2010

ADEQUAÇÃO DE MÉTODOS DE ENSINO E PLANEJAMENTO DE AULAS


ADEQUAÇÃO DE MÉTODOS DE ENSINO E PLANEJAMENTO DE AULAS

 l) O professor não é apenas um expositor de matéria, é um orientador da aprendizagem e desempenha a complexa missão de estimular, orientar e controlar o processo educativo, favorecendo ao aluno o desenvolvimento da reflexão, da criatividade e da disposição para a pesquisa. Para bem cumprir a sua tarefa, precisa portanto, planejar cuidadosamente as suas aulas. O professor consciente prepara logo um plano anual.

 2) O Evangelizador possui tarefa mais profunda que a do professor em geral, pois é de ordem moral e espiritual. Além do cuidado em planejar suas aulas, deve ter atitudes compatíveis com sua elevada função. Ao aceitar o compromisso de evangelizador, deve ponderar muito bem as responsabilidades que assume. As questões relativas ao horário, à assiduidade, à freqüência, ao amor e interesse que dispensa ao evangelizando de qualquer idade, devem merecer a maior atenção.

 3) O primeiro passo para a organização de uma Escola de Evangelização e/ou sessões de estudos eficientes, é a determinação dos assuntos a serem transmitidos de maneira contínua e progressiva, a fim de atingir-se objetivos gerais. A distribuição de assuntos em unidades coerentes, e que mantenham uma seqüência lógica, é chamada de PLANO ANUAL.

 4) O conteúdo de cada unidade pode ser ministrado em mais de um período de aprendizagem. Para tanto, é necessário que se faça um plano de aula. Em um plano de aula, o evangelizador planeja os objetivos específicos, o conteúdo para atingi-los, e os meios que deva utilizar para veicular tais conteúdos

 5) Ao elaborar sua aula, o evangelizador deve ter em mente, a quem sua aula se destina: o evangelizando é um Espírito reencarnado que guarda, nos refolhos do inconsciente, uma grande bagagem de conhecimentos, hábitos e atitudes, inclinações, aptidões adquiridas em vidas sucessivas, tendências que o caracterizam desde a primeira infância, como um ser distinto, diferente até mesmo de seus irmãos consangüíneos. É assim que, na presente trajetória, precisa reformar-se, consolidar ou adquirir padrões de comportamento capazes de lhe garantir a ascensão espiritual. É uma personalidade que se revela passo a passo, e que se torna mais capaz de assimilar conhecimentos, à medida que avança através das várias encarnações.

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!