Mostrando postagens com marcador alunos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador alunos. Mostrar todas as postagens

26 de mar de 2017

10 Maneiras de Descobrir quem Realmente são seus Alunos

10 Maneiras de Descobrir quem Realmente são seus Alunos

22/03/2017

As áreas de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) estão cada vez mais próximas do seu publico, das rotinas de trabalho e desafios que cada “aluno” enfrenta.  A indústria de aprendizagem está acordando para o fato de que o treinamento é sobre a mudança de comportamento e construção da cultura organizacional perfeita.

Mudança organizacional é tudo sobre fazer os funcionários se sentirem valorizados e dando-lhes um sentido de propriedade das suas competências. Você não pode fazer isso até você conhecê-los. Se você ouvir e mostrar que você está interessado, eles vão abrir. Se não, eles nunca vão sentir vontade de lhe dizer e você nunca será capaz de construir um programa de treinamento que funciona para eles.

Mas como você deve se aproximar de seus alunos? Aqui estão algumas idéias para você começar!

1. Comece do programa de Boas-Vindas
Comece como você pretende ir - certifique-se de definir o tom do primeiro dia dos funcionários. Em vez de apenas fazê-los assinar um monte de declarações de saúde e segurança, invista na chance de compartilhar algo sobre si mesmos. Como parte de seu treinamento de boas-vindas, peça que compartilhem cinco fatos divertidos sobre si mesmos no feed de notícias do Learning Management System .

2. Adicionar Funcionalidade Social
Se o seu Learning Management System não tem funcionalidade social, você está perdendo uma tonelada de oportunidades para descobrir quem são realmente seus alunos. O feed de notícias sociais pode dar-lhe uma visão geral das atitudes e gostos de seus alunos.

3. Alinhamento de Calibre com Visão e Valores
Se houver um enorme abismo entre a teoria da sua cultura organizacional e a realidade, isso pode significar que seus funcionários realmente não entendem o que a empresa é. Nesse caso, você descobriu que precisa fornecer mais clareza sobre sua visão e seus valores. Com a visão sobre a plataforma social, será mais fácil encontrar um terreno comum para começar.

4. Dê recompensas
A chance de fazer novos amigos é uma recompensa em si, mas não faz mal dar um pouco mais. Se o seu Sistema de Gestão de Aprendizagem tiver funcionalidade de gamificação, certifique-se de usa-lo para incentivar a partilha de conhecimentos na plataforma.

5. Obter feedback sobre o conteúdo
Apesar de seus melhores esforços, é possível que seus alunos não gostem do treinamento que estão recebendo, ou apenas não o acham útil. Se for esse o caso, você precisa saber sobre isso. Certifique-se de que seus alunos têm a oportunidade de fornecer feedback sobre todo o conteúdo que consomem e certifique-se de tomar cuidado!

6. Criar grupos de discussão
Ao invés de gerenciar todos os seus alunos individualmente, crie grupos de discussão para temas específicos. Isso permitirá que você se concentre em áreas individuais e descubra os desafios, atitudes e pontos fortes de seus alunos. Esta é também uma ótima maneira de descobrir quem é o especialista nas áreas.

7. Não seja invisível
Os seus alunos podem vê-lo no Learning Management System? Se eles podem, é o seu nome 'Admin'? Não se esconda atrás de um avatar anônimo! Sorria, dê a si mesmo um rosto e uma presença no sistema. Se você está procurando a interação humana genuína, você necessita pelo menos olhar como um ser humano genuíno!

8. Adicionar uma funcionalidade de conversação
Se você realmente quer conhecer seus alunos, você precisa torná-lo tão fácil quanto possível para que eles entrem em contato com você. Adicionando uma funcionalidade de bate-papo ao vivo é uma ótima maneira de quebrar as barreiras de comunicação e descobrir sobre as pessoas na outra extremidade do seu conteúdo de treinamento.

9. Utilizar o Web Analytics
Com toda a tecnologia à sua disposição, seria tolice não usá-lo. Ao instalar um código de acompanhamento da análise da web no seu Learning Management System, você pode reunir uma grande quantidade de informações de seus alunos. Isto irá dizer-lhe onde estão, que dispositivos eles preferem, quantas vezes eles logam, entre outras coisas. Estes dados dizer-lhe-ão onde você deve focalizar seus esforços.

10. Fale com eles na vida real
Há muito a ser dito para uma solução simples. Se você quiser saber quem são seus alunos, dê uma volta pelo escritório, vá visitá-los e obter um pouco dessa boa e velha interação cara-a-cara. Se seus alunos vêem que você está disposto a fazer o esforço para se envolver com eles, eles serão muito mais propensos a fazer o mesmo.

IBDIN Instituto Brasileiro de Desenho Instrucional

5 de fev de 2010

Reflexão na Educação para a Vida

Algumas frases e textos para nos ajudar, pais e professores, a refletir a educação em suas bases: em laços de comprometimento, respeito aos saberes de educandos e educadores e paz, acima de tudo!


Com votos de um inicio de ano letivo feliz e producente,


Boas Aulas!


Semíramis



Trabalho para faculdade de término de período.


Pedagogia UCAM - Didatica II Trabalho para faculdade de término de período.

 


A Parábola do Lápis

 


Felicidade - Içami Tiba


 

Texto de Affonso Romão de Sant´Anna
Antes que eles cresçam

15 de dez de 2009

Educar na beleza das imagens

Os Sete Saberes Necessário à Educação do Futuro - Edgar Morin

Este vídeo é uma pequena demonstração das mudanças que deve ocorrer para a evolução, desenvolvimento da educação para que tenhamos um futuro de conhecimento.
Este vídeo baseado no livro de Edgar Morin, Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro. Direito I semestre, FTC - Vitória da Conquista. Componentes: Luana Mëllo, Maísa Soares, Larry Erthal, Affonso Neves, Samantha Aguiar, Roberta Manuela, Ruth Silva e Ramon Almeida.






Portador de necessidades especiais


Inclusão - Um ato de amor




Eficiente ou deficiente ? - Texto: Carla Andrade Música: Pais e Filhos - Renato Russo
Montagem do vídeo: Juliana Quintela e Andréa Quintela.

14 de ago de 2009

Intolerância Religiosa nas escolas... quando isso acabará?

Em Itamonte, Sul de Minas Gerais tem duas escolas particulares. Confessionais,uma católica e outra presbiteriana, são as únicas opções de ensino privado na cidade.

As escolas confessionais, como todos sabem, são escolas onde o ensino religioso é permitido, de acordo com sua orientação religiosa.

Essa questão controversa hoje gerou um constrangimento na sociedade Itamontense. Pais de alguns alunos vem reclamando sobre a obrigatoriedade do ensino religioso de catecismo na escola católica da cidade aos seus filhos, por acreditarem ser desnecessário, uma vez que as crianças devem ter o direito de escolher sua própria religião ao crescerem. Tal situação de obrigatoriedade gerou hoje uma manifestação popular dos membros da Igreja Católica e seguidores, em prol da tolerância religiosa.

Apesar de ser de outro credo religioso, tenho profundo respeito por essas institições de ensino. Estas apenas ensinam aos seus alunos o que está proposto no Regimento Escolar. Se são escolas confessionais, estaria implícito que os alunos nelas matriculados (ou suas famílias) estariam de acordo com a filosofia da escola.


O Ensino Religioso nas Escolas Públicas é outra questão controversa, dada a oportunismos de professores ou de credos dominantes na região, ao lecionar a doutrinação em sala de aula para diversos indíviduos, de crenças diferenciadas.

Alguns estabelecimentos de ensino estabelecem o ensino religioso, sem o conhecimento elementar da Nova Lei de Diretrizes e bases da Educação em seu artigo 33 - Lei n° 9.394 de 20 de dezembro de 1996 com redação dada pela Lei n° 947, de 22 de julho de 1997 que legisla sobre este assunto do seguinte modo:

Art.33° - O ensino religioso, de matrícula facultativa, é parte integrante da formação básica do cidadão e constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil, vedadas quaisquer formas de proselitismo.

§ 1° - Os sistemas de ensino regulamentarão os procedimentos para a definição dos conteúdos do ensino religioso e estabelecerão as normas para a habilitação e admissão dos professores.

§ 2° - Os sistemas de ensino ouvirão entidade civil, constituída pelas diferentes denominações religiosas, para a definição do ensino religioso.

Esta Lei é bastante ampla e ambígua, deixando várias lacunas a serem preenchidas pelos Conselhos Estaduais de Ensino conforme realidade e vivências regionais, ficando para as Secretarias Estaduais de Educação e os Conselhos de Educação sua regulamentação

O respeito às diferenças reliosas deve ser a maior marca da educação, uma vez que somos todos iguais perante a lei e a Lei Divina. Inúmeras idéias já foram dadas para aqueles alunos que não desejassem as aulas religiosas. Para tudo há uma forma gentil e pacífica de contornar os conflitos. Basta que utilizemos o bom senso e o respeito ao próximo.

abraços fraternos

Semíramis

19 de jun de 2009

Dicas para uma convivência feliz com seu filho - em casa para a escola

Muitas vezes, nós pais e professores, nos questionamos o quão é difícil estabelecer normas eficazes ou hábitos saudáveis de vida que possamos propiciar ao aluno dentro de nossos lares para seu maior rendimento na escola.
Abaixo algumas dicas que podem ser úteis para nossos filhos e alunos, que podemos desempenhar em nosso cotidiano.

* Cultive o hábito da leitura em sua casa. Uma vez por semana peça ao seu filho para ler e comentar uma notícia de jornal, dialoguem sobre ela, exponha seus pontos de vista e o deixe livre para expressar o seu. Isso estimula a criatividade, o hábito de leitura, a interpretação, a boa oratória e o senso crítico.

* Ajude seu filho a conservar o livro didático. O material servirá para outros alunos futuramente. Busque doar livros usados, bem conservados para as escolas e bibliotecas públicas ou comunitárias.

* Acompanhe a freqüência da criança ou do adolescente às aulas e sua participação nas atividades escolares. - A presença dos pais é de suma importância para a elaboração de um bom trabalho didático. Os professores ao debaterem com os pais acerca das dificuldades de aprendizagem dos alunos podem modificar seus métodos de ensino ou melhorá-los, por isso, essa troca de informações é tão importante - ninguém pode advinhar tudo sozinho.

* Visite a escola de seus filhos sempre que puder.- paricipe da vida cotidiana da escola, de repente esse convívio pode ser benéfico para todos os indivíduos envolvidos no processo de ensino-aprendizagem

* Observe se as crianças ou adolescentes estão felizes e cuidadas no recreio, na hora da entrada e da saída. - Ás vezes pequenos detalhes de nossos filhos não são percebidos no seio do lar, para isso é imprescindível observá-las, ainda que de longe, para perceber mudanças em seu comportamento perante os amigos e outros membros da sociedade.

* Verifique a limpeza e a conservação das salas e demais dependências da escola. - Para que a aprendizagem se dê de forma ordenada um ambiente limpo e organizado é fundamental. Ajude aos funcionários da escola a manter esse patrimônio conservado, instruindo seu filho à não rabiscar as carteiras, quebrar mesas ou destruir murais - a base para uma boa educação se dá dentro de casa

* Observe a qualidade da merenda escolar.- as crianças gastam muita energia enquanto estudam, nada melhor do que uma refeição balanceada, com frutas, verduras e legumes, além dos cereais e carnes que fornecem a proteína necessária para um bom funcionamento do cérebro.

* Converse outras mães, pais ou responsáveis sobre o que vocês observam na escola.- somos seres humanos e convivemos em sociedade. Nada melhor do que o diálogo para estreitar laços de convívio sadio e novas amizades.

* Converse com os professores sobre dificuldades e habilidades do seu filho. - quando o professor sabe dos pontos positivos e negativos de seu filho fica mais fácil para ele desenvolver novas atividades que possam despertar o interesse de todos. Cada criança é única, com seus gostos habilidades, dificuldades e pontos de vista diferentes.

* Peça orientação aos professores e diretores, caso perceba alguma dificuldade no desempenho de seu filho. Procure saber o que fazer para ajudar. Muitas vezes a partir de pequenos gestos podemos melhorar e muito o ritmo de aprendizagem de nossos filhos.

* Leia bilhetes e avisos que a escola mandar e responda quando necessário. - Os bilhetes e avisos nos cadernos são o meio de comunicação que a escola tem para que os pais tomem ciência das atividades propostas e de todo o trabalho desempenhado pela escola

* Acompanhe as lições de casa. - Todo o processo educativo implica em exercitar os conhecimentos aprendidos em sala de aula. As lições de casa visam que o aluno verifique sua capacidade de aprender. Fique atento para que essas tarefas sejam diariamente executadas.

* Participe das atividades escolares e compareça às reuniões da escola. Dê sua opinião.

* Participe do Conselho Escolar. - Quando colocamos nossos pontos de vista, nossas dúvidas e nos propomos à ajudar, todos ganham.

O papel da escola não deveria de ser apenas educar e sim promover a cultura social do diálogo produtivo, da troca de idéias, da construção de novas perspectivas de vida. Assim, a escola se transforma em uma unidade viva, plena de vivências e de união - a união social tão necesária em termos de democracia.

Abraços Fraternos

Semíramis Alencar

10 de jun de 2008

Educando com Poesia - Para Educandos e Educadores 3




APRENDER A ESTUDAR
José Carlos Ary dos Santos


Estudar é muito importante, mas pode-se estudar de várias maneiras...
Muitas vezes estudar não é só aprender o que vem nos livros.

Estudar não é só ler nos livros que há nas escolas.
É também aprender a ser livres, sem ideias tolas.
Ler um livro é muito importante, às vezes, urgente.
Mas os livros não são o bastante para a gente ser gente.
É preciso aprender a escrever, mas também a viver, mas também a sonhar.
É preciso aprender a crescer, aprender a estudar.

Aprender a crescer quer dizer:
aprender a estudar, a conhecer os outros, a ajudar os outros, a viver com os outros.
E quem aprende a viver com os outros aprende sempre a viver bem consigo próprio.
Não merecer um castigo é estudar.
Estar contente consigo é estudar.
Aprender a terra, aprender o trigo e ter um amigo também é estudar.

Estudar também é repartir, também é saber dar o que a gente souber dividir para multiplicar.
Estudar é escrever um ditado sem ninguém nos ditar;
e se um erro nos for apontado é sabê-lo emendar.
É preciso, em vez de um tinteiro, ter uma cabeça que saiba pensar, pois, na escola da vida, primeiro está saber estudar.

Contar todas as papoilas de um trigal é a mais linda conta que se pode fazer.
Dizer apenas música, quando se ouve um pássaro, pode ser a mais bela redacção do mundo...

Estudar é muito
mas pensar é tudo!

Cedido pela amiga Cybele Meyer



ELOGIO DO APRENDIZADO

B. Brecht


Aprenda o mais simples! Para aqueles

Cuja hora chegou

Nunca é tarde demais!

Aprenda o ABC; não basta, mas

Aprenda! Não desanime!

Comece! É preciso saber tudo!

Você tem que assumir o comando!

Aprenda, homem no asilo!

Aprenda, homem na prisão!

Aprenda, mulher na cozinha!

Aprenda, ancião!

Você tem que assumir o comando!

Freqüente a escola, você que não tem casa!

Adquira conhecimento, você que sente frio!

Você que tem fome, agarre o livro:é uma arma.

Você tem que assumir o comando.

Não se envergonhe de perguntar, camarada!

Não se deixe convencer

Veja com seus olhos!

O que não sabe por conta própria

Não sabe.

Verifique a conta

É você que vai pagar.

Ponha o dedo sobre cada item

Pergunte: O que é isso?

Você tem que assumir o comando.

Cedido pelo amigo José Antonio Küller

boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!