28 de out de 2009

É assim que acontece a bondade - Rubem Alves

Caros companheiros de educação e vida!

A postagem de hoje não é minha, mas de um educador amigo o qual admiro muito seus blogs, o educador José Antonio Klaes Roig, editor dos blogs Letra Viva do Roig e Educa-Tube dentre outros blogs educacionais e literários; multiplicador em informática educativa do NTE Rio Grande/18ª CRE/Seduc-RS e especialista em TICs na Promoção da Aprendizagem.

Vídeo feito a partir da leitura da crônica "É assim que acontece a bondade", de Rubem Alves.

Texto integrante do livro "As melhores crônicas de Rubem Alves", Editora Papyrus, Campinas - SP - Brasil, 2008; e gravado na sala da casa de José Antonio Roig, no dia 15/10/2009; tendo ao fundo uma tela que retrata a praia do Mar Grosso, em São José do Norte - RS - Brasil, feita por José Américo Roig, artista plástico ( blog Olhar Virtual ) e pai do educador.

É assim que acontece a bondade, de Rubem Alves, por José Roig

Introdução:




É assim que acontece a bondade, de Rubem Alves, por José Roig:



Vídeo feito pelo Roig : Uma homenagem a todos os educadores, sejam pais e/ou professores...

Para uns estar professor é uma profissão, e tem no dia 15/10 sua data máxima. Muitos agem como burocratas do saber...

Para os que são educadores, todos os dias são reservados ao ato de aprender a aprender, como dizia Paulo Freire; e de educar aos outros e educar a si mesmo...

Hoje, no dia 28/10, dia dedicado ao Funcionário Público, publico este vídeo a todos aqueles que têm de fato um espírito público e um caráter social em suas ações.


Parabéns a todos!!

26 de out de 2009

Sabedoria da Professora - Momento Espírita

Sabedoria de professora

A professora primária, após o seu horário de aulas, conversava com um menino, que reclamava muito dos colegas e por isso não tinha amigos.
 
O garoto lhe disse: eu não suporto o Francisco, ele é exibido e orgulhoso só porque o seu pai tem mais dinheiro que os nossos.
 
Mas ele é alegre e participativo, falou a mestra.
 
E a Cininha? Parece que tem o rei na barriga. Tá certo que ela ajuda as colegas mais atrasadas a fazer suas lições, mas é chata.
 
O Sebastião vive se exibindo, só porque ele é o mais forte da classe.
 
Lembre-se que ele salvou duas colegas que estavam sendo assaltadas, arriscando a própria vida, argumentou a professora.
 
Mas é exibido! Disse o menino.
 
A classe tem quarenta alunos e a escola quase mil, disse a educadora, e você não tem ninguém de quem goste?
 
Não dá professora. Eu não suporto gente fingida, egoísta, orgulhosa...
 
Mas ninguém tem nada de bom?
 
Tem sim, professora, mas tem muita coisa ruim também.
 
A mestra pediu que o aluno a acompanhasse. Pegou um pouco de açúcar na cozinha e um pouco de areia no pátio.
 
Foram até o fundo do quintal, onde ela misturou o açúcar cristal com a areia e colocou perto de um formigueiro.
 
Depois de alguns minutos uma formiga descobriu o açúcar e avisou as demais.
 
Em pouco tempo fizeram um carreiro e a professora deu uma lente de aumento ao menino que, surpreso, percebeu que as formigas carregavam apenas os grãos de açúcar, desprezando a areia.
 
Todos as pessoas são como esse montinho de areia misturado com açúcar, disse a sábia educadora. Sejamos sábios como as formigas.
 
Verdadeiro mestre é aquele que atende as necessidades de aprendizagem dos seus educandos de maneira abrangente.
 
É aquele que entende que seu compromisso não é apenas passar instruções de forma automática, mas ajudar seus aprendizes a lidar com os próprios sentimentos. E isso não é difícil, como pudemos perceber na história narrada.
 
Lamentavelmente, alguns professores se candidatam ao cargo sem a menor preparação para esse grande mister que é a educação.
 
Muitos que lecionam para a infância, não se dão conta da excelente oportunidade que têm nas mãos, que é a de construir um mundo melhor, a partir daqueles olhares atentos e mentes predispostas que lhes estão sob a responsabilidade, durante várias horas por dia.
 
Desejamos a construção de um mundo melhor. Mas é preciso que haja uma comunhão de esforços, e aqueles que dispõem de mais oportunidades para esse intento são os educadores, pois trabalham diretamente com as almas humanas.
 
Assim sendo, vale a pena meditar na grandeza que essa abençoada profissão representa no contexto geral de uma sociedade.
 
Vale a pena compreender que Deus espera que cada um desses missionários da educação semeie nas mentes e nos corações infantis as sementes de luz, que um dia iluminarão a terra inteira.
 
***
 
Incontestavelmente, o futuro repousa nas frágeis mãos da infância.
 
É preciso colocar-lhes nos corações as sementes de amor para que possam semear a paz e a harmonia
 

Redação do Momento Espírita

18 de out de 2009

Bons e maus professores

Bons e maus professores

Por: Antonio Pereira (Apon)

www.aponarte.com.br

Bons professores, são bons semeadores. Fazem florescerem sonhos e frutificarem vocações. Maus professores, péssimos lavradores. Cultivadores de daninhas ervas, devoradoras de quereres, destruidoras de gente.

Bons professores, conseguem combinar: matemática, física, poesia... Maus professores, mal conseguem equacionar, mediocridade e teoria.

Para uns, a escola, é um ponto de partida. Para os outros, é uma poça de estagnação.

Os bons, são caminhos. Os maus, ribanceiras.

A diferença, não está no salário, no local de trabalho, na quantidade de títulos... Está na qualidade do caráter, na pessoa que se é.

Ser bom ou mal professor, é uma tomada de decisão, uma escolha, alternativa, opção...

Qual é a sua?

Tive maravilhosos professores, que apesar de todas as adversidades, da exigüidade de recursos e do sistema "jogando contra". Se mantiveram íntegros, conscientes e competentes na árdua lida que abraçaram.

Parabéns, para esses mestres (com ou sem título), que não se tornaram estelionatários do saber

 Nem delinqüentes do educar.

Parabéns nesse 15 de outubro. Dia dos (bons) professores!

__._,_.___

15 de out de 2009

15/10 Dia do Professor - O Material Escolar mais barato que existe na praça é o professor

Poderia ser apenas mais uma postagem explicativa ou mais uma postagem honrosa na qual eu repetisse como um papagaio o papel do professor enquanto formador de opinião e de novos elemntos profissionais para a sociedade...
Mas qual? não temos muito o que comemorar quando um País não dá aos formadores de cidadãos a devido respeito e consideração - e isso acontece em grande parte graças à nós mesmos que não nos valorizamos enquanto profissionais.
Chego à conclusão de que não há educação que sobreviva à violência, nem um país que sobreviva sem a educação.
 
Abraços
 
Semíramis
 
O professor está sempre errado...
                                              Jô Soares

 O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!

 É jovem, não tem experiência.
 É velho, está superado.

 Não tem automóvel, é um pobre coitado.
 Tem automóvel, chora de "barriga cheia'.

 Fala em voz alta, vive gritando.
 Fala em tom normal, ninguém escuta.
 Não falta ao colégio, é um 'caxias'.
 Precisa faltar, é um 'turista'.

 Conversa com os outros professores, está 'malhando' os alunos.
 Não conversa, é um desligado.

 Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
 Dá pouca matéria, não prepara os alunos.

 Brinca com a turma, é metido a engraçado.
 Não brinca com a turma, é um chato.

 Chama a atenção, é um grosso.
 Não chama a atenção, não sabe se impor.

 A prova é longa, não dá tempo.
 A prova é curta, tira as chances do aluno.
 Escreve muito, não explica.
 Explica muito, o caderno não tem nada.

 Fala corretamente, ninguém entende.
 Fala a 'língua' do aluno, não tem vocabulário.

 Exige, é rude.
 Elogia, é debochado.

 O aluno é reprovado, é perseguição.
 O aluno é aprovado, deu 'mole'.

9 de out de 2009

EDUCAR OS FILHOS - CHICO XAVIER - (EM HOMENAGEM AO DIA DA CRIANÇA, UM ALERTA !)



 
EDUCAR OS FILHOS - CHICO XAVIER




 
A criança é um emblema muito curioso. diz a psicologia moderna que nós devemos criar os nossos filhos sem traumas: não se pode dar uma palmada, não se pode repreender, não se pode falar coisa nenhuma, não se pode traçar um programa para a criança, não se pode disciplinar ...

Eu não sou adepto da palmatória e nem do chicote, mas sou amigo do diálogo e do muito amor para com a criança.

Agora sabendo que a criança está chegando de onde nós chegamos das zonas umbralinas da espiritualidade para reparar, para lutar, para trabalhar e para ter uma vida digna.

Agora se nós damos mesada para as crianças de 04 anos e se vamos na rua discutir com os outros, porque nós queremos defender nossa filha, nosso filho e achamos que eles são melhores que os filhos dos vizinhos, o que é que nós estamos criando, a pretexto de não educar?

Alguém já viu educação sem esforço? sem disciplina ?

Então, eu vejo senhoras que trazem o jardim delas podado. os Ficos são maravilhosos? elas fazem formas de anjos, formas de flores... Então as couves na horta são todas bem educadas, os canteiros...

Mas quando chega nos filhos...não, não pode porque tem trauma ... Depois manda para os psicólogos. Vão tomar bastante tranquilizantes. Já cresce um menino, ou uma menina com complexos, com uma ideia falsa de liberdade, porque a liberdade tem um preço, o preço da liberdade é o dever cumprido. Não é só ser livre, porque os animais na selva também são livres... todos os animais que não passarem pela domesticação são livres.

Agora, que liberdade é essa que eles estão preconizando? uma liberdade para nos estressarmos, para irmos aos tóxicos e acabarmos com a nossa vida? liberdade para matar os outros? liberdade para arrastar com a vida de nossos pais? para arrasar a vida de nossos filhos ? para bebermos cachaça até cairmos ? é a liberdade que a maioria pede, essa eu não conheço, porque estou no cabesto desde que fiz 4 anos. Estou falando com veemencia sobre assuntos que me trazem (este "Me" é empregado com muita vontade de o "nós"estar na frente ) mas, às sextas e sábados eu ouço habitualmente, nas duas noites, 500 a 800 pessoas, quando não passam de mil, sendo que 60 por cento nos trazem problemas perfeitamente evitáveis, se essas criaturas tivessem tido o cuidado de educarem seus filhos, desde os primeirosmeses de vida, conversando com Deus, em respeito a Deus, em trabalho, ensinando o serviço... Quando cercam a criatura aos 18 anos, ela já está perdida.

8 de out de 2009

O material escolar mais barato que existe na praça é o professor

Em comemoração ao nosso dia (14 de outubro)

 
O professor está sempre errado...
                                              Jô Soares

 O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!

 É jovem, não tem experiência.
 É velho, está superado.

 Não tem automóvel, é um pobre coitado.
 Tem automóvel, chora de "barriga cheia'.

 Fala em voz alta, vive gritando.
 Fala em tom normal, ninguém escuta.
 Não falta ao colégio, é um 'caxias'.
 Precisa faltar, é um 'turista'.

 Conversa com os outros professores, está 'malhando' os alunos.
 Não conversa, é um desligado.

 Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
 Dá pouca matéria, não prepara os alunos.

 Brinca com a turma, é metido a engraçado.
 Não brinca com a turma, é um chato.

 Chama a atenção, é um grosso.
 Não chama a atenção, não sabe se impor.

 A prova é longa, não dá tempo.
 A prova é curta, tira as chances do aluno.
 Escreve muito, não explica.
 Explica muito, o caderno não tem nada.

 Fala corretamente, ninguém entende.
 Fala a 'língua' do aluno, não tem vocabulário.

 Exige, é rude.
 Elogia, é debochado.

 O aluno é reprovado, é perseguição.
 O aluno é aprovado, deu 'mole'.

 
 
Quem escreveu isso está de parabéns! 

3 de out de 2009

Educação infantil - André Luiz Almenteiro Rodrigues Rabelo

 

 




Educação Infantil

   Uma das mais relevantes questões dos dias contemporâneos, a educação da criança sempre mereceu de inúmeros profissionais tanto da área pedagógica como do campo da psicologia infantil uma atenção especial. Inúmeros especialistas têm doado as suas melhores forças no intuito de idealizar uma filosofia educacional que possa atender de forma plena a todas as necessidades emocionais do ser em formação da personalidade e propiciar-lhe o sustentamento intelecto-moral, para que possa tornar-se um cidadão pleno, consciente de seus direitos e de seus deveres para com a sociedade.

    Inúmeras obras e tratados já foram escritos, nunca em nenhuma época se realizaram tantos congressos, simpósios e encontros para discutir a educação infantil em suas várias facetas. Porém, nota-se que, a cada dia que passa, todos os preceitos para uma educação saudável são destruídos pelos conceitos de um hedonismo exacerbado que hoje predomina em a sociedade.

    A filosofia hedonista foi pela primeira vez idealizada por Aristipo de Cirene, discípulo de Sócrates, no século V antes de cristo. A palavra hedonismo se deriva da palavra grega hedone, que significa prazer. Então, o hedonismo se caracteriza por uma filosofia de vida cujo objetivo primacial seria a busca do prazer individual pelo ser humano.

    Porém, apenas o conceito genérico do hedonismo não é suficiente para explicá-lo de forma completa. Isso ocorre porque o significado de prazer pode ser desdobrado de diversas formas.

    O que é prazer, afinal? Genericamente, pode-se dizer que tudo aquilo que é bom dá prazer. Mas será que é só isso?

    Na sociedade atual podemos perceber que o prazer que é sempre buscado é o prazer imediato, aquele que não necessita de nenhum esforço para ser conseguido, que satisfaz de forma rápida. Seria o prazer sexual, o prazer de ter sempre aquilo que se deseja sempre, o prazer do estômago abarrotado, o prazer do repouso longo, o prazer do vício. Então, pela teoria hedonista, a problemática humana estaria resolvida no sentido de doar-se de forma integral a esses prazeres, encarcerando-se os homens na jaula das sensações.

    Porém, o que vemos é que essa forma de vida não trouxe ao homem a felicidade que a filosofia hedonista pregava. Os prazeres aos quais se entrega geralmente têm duração curta e, quando se exaurem, criam-se anseios por atingir um patamar mais elevado desse prazer. Com isso, há uma entrega total e irrestrita a sensação que causa prazer, só que essa busca se revela nula, pois não se consegue atingir a felicidade almejada, pois esses prazeres apenas criam vontade de sentir algo mais que aquele prazer não pode dar. Com isso, o homem cai em comportamentos depressivos e neurotizantes que lhes destrói a vida e todas as aspirações de progresso, já que busca algo que não existe.

    É como se fosse a sede da água do mar. Pode-se bebê-la em abundância, porém, como está repleta de cloreto de sódio, quanto mais se consome, mais sede ela causa, pois a pessoa que a bebe não consegue atingir o seu objetivo, que é saciar a sua sede. A permanecer nesse ato, apenas aumentará a sede, o que lhe fará beber mais da água salgada e sentir mais sede. E seu martírio jamais cessará.

    Então, onde está a felicidade proporcionada pelo prazer que o hedonismo prega ? Simples. O prazer não se resume apenas as manifestações fisiológicas, efêmeras que não plenificam. O prazer se encontra na emoção profunda do ser. A emoção que alguém sente ao ler o lindo Soneto da Fidelidade, do grande Vinícius de Morais.A sensação de tranqüilidade quando ouvimos A linda Moonlight sonate, de Beethoven. A boa sensação de ler uma obra de Machado de Assis. E o prazer sentido em ajudar alguém, em ver alguém que gostamos muito galgando os degraus altos do sucesso, o prazer de ver alguém que amamos chegar perto de nós. E quantos outros poderíamos citar !

    Esses prazeres são o motivo da vida, é por eles que devemos procurar sempre e não o prazer da sensação que proporciona minutos de felicidade mas períodos longos de amargura, nesta vida e na outra.

    Agora é justo que os leitores perguntem o que isso tem a ver com a educação infantil.

    Tudo a ver. Sabemos que no período da infância o espírito está iniciando o trabalho de reencarnação e por isso possui o cérebro muito sensível, guardando nele as impressões que lhe são incutidas pelos pais e pela sociedade. Por isso, quando vemos que os projetos educacionais estão voltados para preparar o ser para viver no mundo alucinante das sensações desordenadas, é óbvio que se aposse de todos os pais interessados na felicidade dos filhos uma preocupação natural.

    Vemos que a criança só é educada para entender o seu corpo de forma superficial e para encaixar-se na sociedade como um elemento a mais, sem consciência do que pode lhe fazer mal ou bem, sem saber que valores preservar e quais aqueles que devem ser abandonados. Com isso, quando adolescente, não sabe administrar as mudanças que se operam em sua psicologia e, aturdidas pela irrupção vulcânica dos conteúdos liberados pelo inconsciente, se atordoa e, não raro , se entrega ao culto do prazer alucinante, pois não tem estrutura para aspirar algo mais sublime, por não ter conhecimento sobre os intricados mecanismos que lhe regem a maquinaria orgânica.

    Com isso, vemos que e filosofia educacional hodierna precisa ser modificada. Para isso precisamos de um conjunto de idéias que nos auxilie a educar os pequeninos visando a felicidade plena destes.

    Nesse momento surge a doutrina espírita para nos ajudar, e dizer-nos, que devemos enxergar o educando de forma integral, não apenas o corpo físico, mas também como realidade espiritual. Deve-se ensiná-la, desde pequena, os ensinamentos do evangelho, o maior código moral que a humanidade tomou conhecimento até hoje. Daí a necessidade da evangelização infantil, como meio de propiciar a criança bases sólidas de comportamento e uma visão otimista da realidade. E, com o auxílio dos pais, que devem exemplificar para os filhos como se deve viver de acordo com que ensina o evangelho, chegará a adolescência sabendo que direcionamento deve empregar a sua vida, saberá o que veio fazer na terra, aceitar os problemas e, como foi educada em bases de amor, não precisará recorrer ao tabagismo, ao álcool, às drogas, ao sexo desvairado para encontrar felicidade. Pelo contrário, canalizará suas energias para as expressões celestiais da vida, pois saberá conquistar a verdadeira felicidade, perseverando sempre, lutando para domar as más inclinações e progredir sempre.

    Portanto, é papel dos pais, dos evangelizadores e de todos os profissionais da área infantil ensinar as nossas crianças o caminho da ventura, impedindo que ela caia nos abismos da ilusão e que, quando adulta, possa caminhar com segurança rumo a Jesus.

    André Luiz Almenteiro Rodrigues Rabello - Membro do Grupo Espírita André Luiz, no Rio de Janeiro.

(Artigo publicado no Boletim do Grupo de Estudos Avançados Espíritas Nr. 378, de 4 de janeiro de 2000)

.

DIGAM NÃO AO RETORNO DOS RODEIOS EM GUARULHOS

NÃO AO RETORNO DOS RODEIOS EM GUARULHOS 

View Current Signatures   -   Sign the Petition


To:  CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS

Em Guarulhos temos a Lei 6033 de outubro de 2004 e conforme o artigo 26 é proibido: rodeios, vaquejadas, circos e qualquer outro evento que utilize animais.
Mas........ em 2005 o vereador Wagner Freitas elaborou o PL nº 330 para anular o nosso artigo 26 e trazer de volta a nossa cidade os rodeios e vaquejadas.
Desde então o vereador Wagner Freitas fez várias tentativas em reapresentar o PL e não teve sucesso, porém foi marcada uma audiência pública para o dia 07/10/09 às 10:00hs para que a sociedade discuta o retorno ou não de toda a crueldade de tais eventos.
Pedimos a todos os contrários a estes verdadeiros "SHOWS DE CRUELDADE CONTRA OS ANIMAIS" que assinem este abaixo-assinado.
Segue abaixo a ementa do PL 330/05.


PROJETO DE LEI Nº 330 /2005



"SUPRIME O ARTIGO 26 DA LEI Nº 6033, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2004, QUE TRATA DO CÓDIGO DE ZOONOSES".



A CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS APROVA:


ART. 1º - Fica suprimido do art. 26 da Lei nº 6033, de 05 de novembro de 2004, a expressão: "Rodeios e cavalhadas".

ART. 2º - Esta lei entrará em vigor a data de sua publicação.



Sala das Sessões, em 06 de junho de 2.005



WAGNER DE FREITAS
- Vereador –
Líder do PTN

Sincerely,

The Undersigned

View Current Signatures
 


The NÃO AO RETORNO DOS RODEIOS EM GUARULHOS Petition to CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS was created by Associação Guarulhense de Proteção Animal and written by Conceição Aparecida de Azevedo (azevedo.caa@gmail.com).  This petition is hosted here at www.PetitionOnline.com as a public service. There is no endorsement of this petition, express or implied, by Artifice, Inc. or our sponsors. For technical support please use our simple Petition Help form.

tags:   Animal   Proteção  

 

CARTILHA VIDA DE CRIANÇA - VALE A PENA CONHECER O TRABALHO E APOIAR ESSA INICIATIVA

PARA A AQUISIÇÃO DA CARTILHA VIDA DE CRIANÇA FAVOR CONTACTAR cartilhas@gmail.com . CONHEÇA O TRABALHO DE MARTA SERRATE NO SITE http://vidadecriança.org


Uma história de luta Em 1998, Marta Serrat e seu filho Pedro Serrat denunciaram, pela primeira vez no Brasil, ao Ministério Publico Estadual do Rio de Janeiro, com o apoio maciço da imprensa, da advogada Dra. Cristina Leonardo e de autoridades americanas e brasileiras, a distribuição de pornografia infantil no Brasil.

Naquela época não existiam, nas instituições policiais e militares, equipamentos, especialistas e, também, leis adequadas para punir crimes eletrônicos de qualquer natureza e, sobretudo, ações condenáveis contra crianças na internet.

Atuando no enfrentamento e combate ao abuso e exploração sexual infantil, desde então, Marta Serrat elaborou a cartilha Vida de Criança para ajudar a sociedade a prevenir crianças e adolescentes contra o que considera "crime contra a humanidade".


Hoje buscamos parcerias e patrocínio, governamental ou privado, para fortalecer esta causa. Faça sua parte por nossas crianças. Entre em contato conosco pelo email cartilhas@gmail.com . Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar ativado para poder visualizar o endereço de email.

NOTA DA REDATORA

Vale lembrar que a Cartilha Vida de Criança além de viabilizar o trabalho com lúdico, o artístico, as orientações morais e normas de conduta social, pelo se caráter trans e interdisciplinar é possível trabalhar programas de saúde, inglês (possui uma versão em inglês)Meio ambiente, ética e cidadania. Excelente conteúdo para ser abordado no cotidiano com as famílias, onde se faz a verdadeira educação.


boo1

Postagens mais visitadas

Ajude a ciência brasileira com o tempo ocioso de seu computador - participe do World Community Grid!